Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Remo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Remo

Compartilhe

Atualizado em 03/05/21, às 16:41

Status: Incompleto. Restam a Regata de Qualificação Continental Asiática e a Mundial;

Eventos/Vagas: 14 eventos com 206 barcos e 526 remadores:

  • Skiff simples masculino e feminino (32 barcos e 32 atletas por naipe);
  • Skiff duplo masculino e feminino (13 barcos e 26 atletas por naipe);
  • Skiff duplo leve masculino e feminino (18 barcos e 36 atletas por naipe);
  • Skiff quádruplo masculino e feminino (10 barcos e 40 atletas por naipe);
  • Dois sem masculino e feminino (13 barcos e 26 atletas por naipe);
  • Quatro sem masculino e feminino (10 barcos e 40 atletas por naipe);
  • Oito com masculino e feminino (7 barcos e 63 atletas por naipe).

Sistema qualificatório

Atualizado no dia 28/07/20, às 20:14

A corrida olímpica do remo está dividida em três partes. A primeira foi o Mundial de Remo de 2019, disputado na Áustria, que classificou 118 dos 206 barcos para os Jogos. Na sequência, cada uma das regatas continentais atribuem vagas para 16 barcos (5 no skiff simples e três no skiff duplo leve, em ambos os naipes). Até agora, apenas a Regata Africana foi disputada, com as demais (Europa, Ásia/Oceania e Américas) tendo sido adiadas para os próximos meses. Por fim, a terceira e última chance de classificação é a Regata de Qualificação Mundial, que será realizada em maio de 2021, na Suíça, e classificará dois barcos em cada uma das categorias.

O Japão, por ser o país-sede, tem uma vaga garantida no skiff simples masculino e outra no feminino, caso não se classifique em nenhuma outra categoria. Se o Japão conseguir a vaga por outros meios, o lugar nos Jogos será repassado ao melhor país da Ásia/Oceania ainda não classificado. A Tripartite atribuirá as duas últimas vagas por naipe, também no skiff simples.

Cada país pode inscrever no máximo um barco por categoria. Confira no quadro abaixo o número de vagas para barcos atribuídas por cada torneio qualificatório:




Mundial 2019
África
América
Ásia/
Oceania
Europa
Final
JPN
Trip.
Tot.
Skiff simples masculino
9
5
5
5
3
2
1
2
32
Skiff duplo masculino
11
-
-
-
-
2
-
-
13
Skiff 2x leve masculino
7
3
1
3
2
2
-
-
18
Skiff quádruplo masculino
8
-
-
-
-
2
-
-
10
Dois sem masculino
11
-
-
-
-
2
-
-
13
Quatro sem masculino
8
-
-
-
-
2
-
-
10
Oito com masculino
5
-
-
-
-
2
-
-
7
Skiff simples feminino
9
5
5
5
3
2
1
2
32
Skiff duplo feminino
11
-
-
-
-
2
-
-
13
Skiff 2x leve feminino
7
3
1
3
2
2
-
-
18
Skiff quádruplo feminino
8
-
-
-
-
2
-
-
10
Dois sem feminino
11
-
-
-
-
2
-
-
13
Quatro sem feminino
8
-
-
-
-
2
-
-
10
Oito com feminino
5
-
-
-
-
2
-
-
7

Torneios já disputados:
Campeonato Mundial de Remo: 25 de agosto - 01º de setembro  de 2019 em Ottensheim, na Áustria
Regata de Qualificação da África: 10-12 de outubro de 2019 em Tunis, na Tunísia
Regata de Qualificação das Américas: 04 a 06 de março de 2021 no Rio de Janeiro, Brasil;
Regata de Qualificação da Europa: 5-7 de abril de 2021 em Varese, na Itália;

Próximos torneios:
Regata de Qualificação da Ásia/Oceania: 5-7 de maio de 2021, em Tóquio, no Japão;
Regata de Qualificação Mundial: 16 a 18 de maio de 2021 em Lucerne, na Suíça.

Brasil

Com a vitória no skiff simples no Pré-Olímpico das Américas, disputado no início de março no Rio de Janeiro, o remador Lucas Verthein garantiu o barco do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ele é, até agora, o único brasileiro classificado, já que nenhum atleta do país garantiu vaga via Mundial.

As últimas chances do Brasil de se classificar em outras provas serão colocadas à prova na Regata de Qualificação Mundial, que ocorrerá em maio na Suíça.  No entanto, a classificação de novos barcos é improvável, pois países mais tradicionais devem competir no torneio.


Lucas Verthein venceu o Pré-Olímpico das Américas e é o único remador brasileiro garantido nos Jogos (Miriam Jeske/CBR)


Países já classificados:
Skiff simples masculino: Alemanha, Dinamarca, Países Baixos, República Tcheca, Lituânia, Noruega, Nova Zelândia, Croácia e Itália (Mundial); Egito, Zimbábue, Benin, Costa do Marfim e Líbia (África); Brasil, Peru, Bermuda, Nicarágua e República Dominicana (América); Grécia, Hungria e Turquia (Europa); Japão (país-sede); restam 09 vagas.

Skiff duplo masculino: China, Irlanda, Polônia, Romênia, Suíça, Grã-Bretanha, Países Baixos, Nova Zelândia, França, Alemanha e Lituânia (Mundial); restam 02 vagas.

Skiff duplo leve masculino: Itália, Espanha, Polônia, Irlanda, Alemanha, Noruega e Bélgica (Mundial); Argélia (África); Uruguai, Chile e Venezuela (América); Ucrânia e Portugal (Europa)restam 05 vagas.

Skiff quádruplo masculino: Itália, Países Baixos, Polônia, Alemanha, Austrália, China, Noruega e Grã-Bretanha (Mundial); restam 02 vagas.

Dois sem masculino: Croácia, Itália, Espanha, Nova Zelândia, Austrália, França, Sérvia, Canadá, África do Sul, Romênia e Belarus (Mundial); restam 02 vagas.

Quatro sem masculino: Polônia, Romênia, Grã-Bretanha, Itália, Estados Unidos, Austrália, Países Baixos e Suíça (Mundial); restam 02 vagas.

Oito com masculino: Alemanha, Países Baixos, Grã-Bretanha, Austrália e Estados Unidos (Mundial); restam 02 vagas.

Skiff simples feminino: Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suíça, Irlanda, Nova Zelândia, Canadá, China, Países Baixos e Áustria (Mundial); Namíbia, Marrocos, Uganda, Togo e Nigéria (África); México, Paraguai, Trinidad e Tobago, Cuba e Porto Rico (América); Comitê Olímpico da Rússia, Sérvia e Suécia (Europa); Japão (país-sede); restam 09 vagas.

Skiff duplo feminino: Nova Zelândia, Romênia, Canadá, França, Países Baixos, Estados Unidos, Itália, República Tcheca, Lituânia, China e Austrália (Mundial); restam 02 vagas.

Skiff duplo leve feminino: Países Baixos, Grã-Bretanha, Romênia, Belarus, França, Itália e Canadá* (Mundial); Tunísia (África); Argentina e Guatemala (América); Comitê Olímpico da Rússia e Aústria (Europa)restam 06 vagas.

*A Nova Zelândia abriu mão da vaga no skiff duplo leve feminino e abriu espaço para o Canadá, oitavo colocado no Mundial.

Skiff quádruplo feminino: Países Baixos, China, Polônia, Alemanha, Grã-Bretanha, Nova Zelândia, Estados Unidos e Itália (Mundial); restam 02 vagas.

Dois sem feminino: Austrália, Canadá, Espanha, Nova Zelândia, Estados Unidos, Itália, Romênia, Irlanda, China, Grã-Bretanha e Grécia (Mundial); restam 02 vagas.

Quatro sem feminino: Austrália, Países Baixos, Dinamarca, Polônia, Romênia, Estados Unidos, Grã-Bretanha e Canadá (Mundial); restam 02 vagas.

Oito com feminino: Nova Zelândia, Austrália, Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha (Mundial); restam 02 vagas.


+ Volte para a Central do Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados

Líder do quadro de medalhas do remo na Rio 2016, a Grã-Bretanha já classificou 10 de 14 barcos possíveis para Tóquio (Foto: Murad Sezer/Reuters)

Nenhum comentário:

Postar um comentário