Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ciclismo MTB - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ciclismo MTB

Compartilhe

Status: Incompleto, com 21% das vagas preenchidas (16 de 76).

Eventos/Vagas: 2 eventos (1 masculino e 1 feminino) com 76 atletas (38 em cada uma das disputas).

Sistema qualificatório

A prova olímpica da disciplina mountain bike é a corrida cross-country. Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, serão 38 atletas no masculino e no feminino. Apenas oito vagas de cada naipe já foram distribuídas em competições em 2019 (confira os classificados mais abaixo):
  • uma no Africano;
  • uma no Asiático;
  • uma no Pan-Americano;
  • duas no Mundial;
  • duas no Mundial Sub-23;
  • uma do país-sede;
As outras 30 vagas disponíveis virão do ranking mundial de nações (baseado na soma dos resultados individuais dos três melhores atletas de um mesmo país), que será fechado em 2021, após a realização de duas etapas da Copa do Mundo (sem data específica). Os países nas duas primeiras colocações garantem três atletas em Tóquio; do terceiro ao sétimo, são dois representantes; do oitavo ao 21º, apenas um. Recapitulando:
  • 1º ao 2º: 3 vagas para cada país
  • 3º ao 7º: 2 vagas para cada país
  • 8º ao 21º: 1 vaga para cada país
A UCI estabelece um limite de três atletas por país em cada naipe. Assim, caso aqueles países que já conquistaram alguma vaga por meio dos campeonatos de 2019 terminem na primeira ou segunda colocação, a vaga que sobrar será realocada para um país que ainda não conseguiu classificar nenhum atleta.

Brasil

Henrique Avancini é um dos favoritos ao pódio no cross-country olímpico de Tóquio (Washington Alves/COB)
O Brasil não classificou nenhum representante por meio dos Mundiais ou do Campeonato Pan-Americano do ano passado. No entanto, possui três lugares assegurados momentaneamente por meio dos rankings mundiais.

No masculino, o país encontra-se na quarta colocação, podendo levar dois representantes a Tóquio. A boa colocação se dá principalmente por conta de Henrique Avancini, número 2 do mundo no ranking individual. Guilherme Muller e Luiz Henrique Cocuzzi disputam a segunda vaga. 

A equipe feminina está na 18ª colocação geral e hoje poderia enviar uma atleta aos Jogos. De momento, a representante seria Jaqueline Mourão, que está a alguns pontos a frente de Raiza Goulão no ranking individual.

Países já classificados:

  • Masculino: África do Sul, Canadá, Chile, China, França, Japão, Romênia e Suíça: 1 atleta cada
  • Feminino: África do Sul, Áustria, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Japão e Suíça: 1 atleta cada

Nenhum comentário:

Postar um comentário