Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Canoagem Velocidade - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Canoagem Velocidade

Compartilhe

Status: Incompleto, com 75,7% das vagas preenchidas (106 de 140)


Eventos/Vagas: 12 eventos (6 masculinos e 6 femininos) com 248 atletas (quantidade de classificações em cada prova é variada, especificada em parênteses).
  • Eventos masculinos: K-1 200m (12), K-1 1000m (13), K-2 1000m (10), K-4 500m (10), C-1 1000m (12) e C-2 1000m (13).
  • Eventos femininos: K-1 200m (12), K-1 500m (13), K-2 500m (10), K-4 500m (10), C-1 200m (12) e C-2 500m (13).

Sistema qualificatório

Um país pode ter até 18 atletas na canoagem velocidade de Tóquio-2020, desde que sejam nove em cada gênero, sendo seis no caiaque (K) e três na canoa (C). Cada país só pode conseguir classificação em um barco para cada prova, mas poderá inscrever até dois no torneio olímpico. 

A maior parte das vagas foram distribuídas pelo Campeonato Mundial de 2019, realizado na Hungria, em setembro. Além disso, cada continente tem direito a uma vaga em 10 provas (as exceções são as disputas de K-4, em que apenas torneios mundiais distribuem classificações). Antes da pandemia, apenas Oceania e África realizaram seus Pré-Olímpicos, restando África, América e Europa a realizarem em 2021.

Após a disputa dos torneios continentais, haverá o Pré-Olímpico Final, a ser realizado em conjunto com a segunda etapa da Copa do Mundo de 2021, que dará vagas a seis barcos, um em cada uma das seguintes provas: K-1 200m, K-1 1000m e C-1 1000m para os homens e K-1 200m, K-1 500m e C-1 200m para as mulheres.


Isaquias Queiroz e Erlon Souza competem na canoa e foram prata na Rio-2016 (Alexandre Loureiro/COB)
Distribuição das vagas do Mundial*: 
Masculino:
K-1 200m: 5 vagas
K-1 1000m: 5 vagas
K-2 1000m: 6 vagas
K-4 500m: 10 vagas 
C-1 1000m: 5 vagas + país-sede
C-2 1000m: 8 vagas

Feminino:
K-1 200m: 5 vagas
K-1 500m: 5 vagas + país-sede
K-2 500m: 6 vagas
K-4 500m: 10 vagas
C-1 200m: 5 vagas + país-sede
C-2 500m: 8 vagas


*Houve diversas realocações, portanto a quantidade de vagas na prática não é igual as que estão especificadas. Por exemplo: um atleta pode classificar apenas um barco para o país. Caso conquiste a vaga em duas provas, independentemente de quais sejam, o país retém a classificação do maior barco - ou da menor distância para um mesmo barco -, enquanto a outra vaga torna-se "extra-oficial" e é realocada.

Foi o caso de Isaquias Queiroz, que foi finalista mundial no C-1 1000m e no C-2 1000m. Apenas a cota do C-2 foi garantida de forma oficial, enquanto a do C-1 foi repassada. Apesar disso, na prática, ele poderá se inscrever normalmente no C-1 da Olimpíada (foram diversas mudanças nas vagas, e são bem complexas, portanto não convêm explicá-las aqui).


Brasil

Isaquias Queiroz e Erlon Souza são um dos favoritos ao ouro no C-2 1.000m de Tóquio (Alexandre Loureiro/COB)
Isaquias Queiroz e Erlon Souza estão classificados no C-2 1.000m. Consequentemente, Isaquias também está garantido no C-1 1000m, prova do qual é o atual campeão mundial e foi prata na Rio-2016. As vagas foram obtidas no Mundial de 2019. O Brasil ainda tem chances de classificar outros barcos na seletiva pan-americana, que ocorrerá no ano que vem, com destaques para Vagner Souta, no K-1 1000m, e Valdenice Conceição, no C-1 200m.

Países classificados: 
Masculino:
  • K-1 200m: Egito, França, Grã-Bretanha, Itália, Samoa e Sérvia
  • K-1 1000m: Belarus**, Eslováquia, Hungria, Ilhas Cook, Japão, Portugal, República Tcheca**, Rússia e Tunísia
  • K-2 1000m: Alemanha, Austrália, Espanha, França, Itália, Nova Zelândia e República Tcheca
  • K-4 500m: Alemanha, Austrália, Belarus, Canadá, Eslováquia, Espanha, Hungria, Japão, Portugal e Rússia
  • C-1 1000m: Austrália, Brasil**, Alemanha, França, Japão, Polônia, República Tcheca e Tunísia.
  • C-2 1000m: Alemanha, Brasil, China, Cuba, Polônia, República Tcheca**, Romênia, Rússia, São Tomé e Príncipe e Ucrânia
Feminino:
  • K-1 200m: Argélia, Dinamarca**, Espanha, Hungria, Ilhas Cook, Nova Zelândia**, Polônia, Portugal, Sérvia** e Ucrânia**
  • K-1 500m: Belarus**, Dinamarca, Egito, Hungria, Japão, Nova Zelândia, Samoa, Sérvia e Suécia
  • K-2 500m: Austrália, Belarus**, Bélgica, China**, Eslovênia, França**, Polônia**, Tunísia e Ucrânia
  • K-4 500m: Alemanha, Austrália, Belarus, Canadá, China, Dinamarca**, França, Hungria, Nova Zelândia, Polônia, Rússia** e Ucrânia
  • C-1 200m: Belarus, Canadá, Chile**, Estados Unidos, Japão, Nigéria, Nova Zelândia, Polônia** e Rússia
  • C-1 500m: Alemanha, Austrália, Belarus, Chile, China, Cuba, Hungria, Ucrânia e Uzbequistão

**Atleta já garantido em outra prova / houve realocação

+ Volte para a Central do Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados

Nenhum comentário:

Postar um comentário