Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ciclismo Estrada - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ciclismo Estrada

Compartilhe

Status: Concluída

Eventos/Vagas: 4 eventos (corrida e contrarrelógio para homens e mulheres) e 197 atletas (128 no masculino e 65 no feminino)

Sistema qualificatório 

A corrida olímpica no ciclismo estrada já havia terminado antes do início da pandemia. O ranking da UCI do dia 22 de outubro de 2019 definiu a maior parte dos postos para cada país na corrida de estrada, com os campeonatos continentais de África, Ásia e América completando as vagas restantes (duas para cada uma das regiões no masculino e uma no feminino). No contrarrelógio, o Campeonato Mundial de 2019 também distribuiu dez vagas por naipe (veja todos os classificados abaixo).

Brasil 

O país não classificou nenhum ciclista para as provas de estrada pela primeira vez desde Moscou-1980, pois não terminou nem entre as 50 melhores nações do ranking masculino nem entre as 30 melhores do ranking feminino. Com isso, nem mesmo Flávia Oliveira, que terminou na sétima posição na corrida de estrada da Rio-2016, estará em Tóquio.

O ciclismo de estrada brasileiro teve um mau desempenho durante o ciclo olímpico (Washington Alves/COB)

Países classificados:

Corrida de estrada masculina:
  • Bélgica, Colômbia, Espanha, França, Itália e Países Baixos: 5 atletas cada
  • Alemanha, Austrália, Dinamarca, Eslovênia, Grã-Bretanha, Noruega e Suíça: 4 atletas cada
  • África do Sul, Áustria, Canadá, Cazaquistão, Irlanda, Polônia, República Tcheca e Rússia: 3 atletas cada;
  • Argélia, Eritrea, Eslováquia, Estados Unidos, Estônia, Equador, Japão, Letônia, Luxemburgo, Nova Zelândia, Portugal e Turquia: 2 atletas cada;
  • Argentina, Azerbaijão, Belarus, Burkina Faso, China, Costa Rica, Grécia, Guatemala, Hong Kong, Hungria, Irã, Lituânia, Marrocos, México, Namíbia, Panamá, Peru, Romênia, Ruanda, Suécia, Taiwan, Ucrânia, Uzbequistão e Venezuela: 1 atleta cada
Corrida de estrada feminina:
  • Alemanha, Austrália, Estados Unidos, Itália e Países Baixos: 4 atletas cada;
  • Bélgica: 3 atletas;
  • África do Sul, Canadá, Dinamarca, Espanha, Grã-Bretanha, Japão, Noruega e Polônia: 2 atletas cada;
  • Áustria, Belarus, Chile, China, Chipre, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, Cuba, Eslovênia, Eritrea, Etiópia, Finlândia, França, Israel, Lituânia, Luxemburgo, México, Namíbia, Paraguai, República Tcheca, Rússia, Suécia, Suíça, Tailândia, Trinidad e Tobago, Ucrânia e Uzbequistão: 1 atleta cada

Contrarrelógio masculino:
  • Alemanha, Austrália, Bélgica, Estados Unidos, Estônia, Grã-Bretanha, Itália, Nova Zelândia, Portugal e Suíça: 2 atletas cada;
  • África do Sul, Argélia, Áustria, Canadá, Cazaquistão, Colômbia, Dinamarca, Eritrea, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Equador, França, Irã, Irlanda, Noruega, Países Baixos, Polônia, República Tcheca e Rússia: 1 atleta cada
Contrarrelógio feminino:
  • Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos e Países Baixos: 2 vagas cada;
  • África do Sul, Belarus, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Grã-Bretanha, Israel, Itália, Japão, Luxemburgo, Noruega, Polônia, Suécia e Suíça: 1 vaga cada

Nenhum comentário:

Postar um comentário