Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ginástica Trampolim - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Ginástica Trampolim

Compartilhe

Status: Incompleto, com 34,75% das vagas preenchidas (11 de 32).

Eventos/Vagas: 2 eventos (1 masculino e 1 feminino) com 32 atletas (16 homens e 16 mulheres)

Sistema qualificatório

Cada evento da ginástica trampolim terá 16 atletas em Tóquio, com um máximo de dois por país em cada naipe. Até o momento, apenas o Campeonato Mundial de 2019 distribuiu vagas olímpicas: cinco no masculino e seis no feminino (os oito primeiros colocados estavam na zona de classificação, mas apenas um atleta por país poderia garantir vaga por meio desse evento):

Masculino:  Belarus, China, França, Japão e Rússia
Feminino: Canadá, China, França, Grã-Bretanha, Japão e Rússia

Aqueles continentes que não conseguiram classificação por meio do Mundial poderão utilizar o campeonato continental de 2021 para definir seu representante na Olimpíada. Exemplo: a América já possui um classificado no feminino (Canadá), mas não possui no masculino. Logo, o campeão pan-americano de 2021 entre os homens garantirá vaga em Tóquio. Vagas distribuídas pelos continentais:
  • América: 1 masculina
  • África: 1 masculina e 1 feminina
  • Oceania: 1 masculina e 1 feminina
Por fim, o circuito da Copa do Mundo de 2019-2021 distribuirá mais seis vagas em cada naipe. Serão um total de seis etapas de Copa do Mundo para definir as colocações, sendo que cinco destas já foram realizadas. Apenas uma competição será realizada em 2021 para encerrar o ciclo. Das seis competições, vão ser considerados os quatro melhores resultados de cada atleta para definir os classificados. Um país já classificado poderá adquirir outra vaga por meio desse critério, desde que as duas vagas não tenham sido obtidas pelo mesmo atleta.

Uma vaga por naipe será atribuída ao ranking olímpico (realocação do país-sede) e outra para Tripartite.

Brasil

Camilla Lopes teve a segunda melhor apresentação nas eliminatórias do Pan de Lima, mas acabou sofrendo uma queda na final e ficou sem medalhas (Jonne Roriz/COB)
O Brasil ainda não tem classificados no trampolim. Camilla Lopes ainda tem chances na Copa do Mundo, já que é a 22ª colocada do ranking. Excluindo os atletas já classificados e impondo o limite de dois ginastas por país, a brasileira sobe para a décima posição, estando a apenas quatro da classificação olímpica. Se tiver um bom desempenho na última etapa da Copa do Mundo, em Brescia, na Itália, no ano que vem, pode ganhar ainda mais posições. A diferença dela para a última classificada, a mexicana Dafne Loza Navarro é de 21 pontos.

Entre os homens, a maior esperança brasileira é Rayan Dutra, que vai tentar uma vaga no Campeonato Pan-Americano. Ele foi quinto colocado no Pan de Lima. No ranking das Copas do Mundo, ele é o 38º, já sem chances de classificação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário