Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Hipismo Adestramento - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia dos Sistemas Qualificatórios Olímpicos Atualizados - Hipismo Adestramento

Compartilhe

Status: Concluída desde 2019


Eventos/Vagas: 2 eventos (individual e por equipes) com 60 conjuntos cavalo/cavaleiro ou amazona;


Sistema qualificatório


As vagas do hipismo adestramento para os Jogos Olímpicos foram distribuídas de duas formas. Para a prova em equipe, foi utilizada uma série de torneios qualificatórios, incluindo os Jogos Equestres Mundiais de 2018 e os Campeonatos de cada grupo continental. Em alguns casos, apenas um evento qualificatório foi realizado abarcando mais de um grupo.

  • Grupo A: Norte da Europa Ocidental 
  • Grupo B: Sul da Europa Ocidental 
  • Grupo C: Europa Oriental e Ásia Central 
  • Grupo D: América do Norte 
  • Grupo E: Américas Central e do Sul 
  • Grupo F: África e Oriente Médio 
  • Grupo G: Sudeste Asiático, Extremo Oriente e Oceania 

O Japão tem vaga garantida na prova por equipes por ser o país-sede dos Jogos.

Já para as provas individuais, cada país que qualificou uma equipe completa competirá com três conjuntos (veja os classificados abaixo). O ranking da Federação Internacional de Hipismo (FEI) distribuiu todas as demais vagas. Vale ressaltar que, no hipismo, não há distinção entre homens e mulheres, com ambos os gêneros competindo na mesma modalidade.

Brasil

Pedro Almeida (Jonne Roriz/COB)
O país havia conseguido a vaga por equipes no adestramento por ter conquistado o bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima de 2019, com os conjuntos Leandro Silva/Dicaprio, João dos Santos/Carthago Comando SN, João Oliva/Biso das Lezirias e Pedro Almeida/Aoleo. No entanto, os brasileiros não atingiram os índices mínimos exigidos pela FEI e o país perdeu a vaga por equipes, podendo levar para Tóquio apenas um conjunto para a disputa individual. O mesmo ocorreu com a África do Sul, também no adestramento, e com a Ucrânia, nos Saltos.


Países classificados

Adestramento por equipes (15 países - 3 conjuntos):
  • País-sede (1): Japão
  • Jogos Equestres Mundiais de 2018 em Tryon, nos Estados Unidos (6): Alemanha, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suécia, Países Baixos e Espanha;
  • Grupos A/B - Campeonato Europeu de Hipismo de 2019 em Roterdã, nos Países Baixos (3): Dinamarca, Irlanda e Portugal;
  • Grupo C - Qualificatório de 2019 em Moscou, na Rússia (1): Rússia
  • Grupos D/E - Jogos Pan-Americanos de 2019 em Lima, no Peru (1*): Canadá. O Brasil também havia se classificado, mas acabou não cumprindo os índices mínimos exigidos. A vaga por equipes foi realocada posteriormente;
  • Grupo F - Qualificatório de 2019 em Exloo, nos Países Baixos (0*): A África do Sul havia se classificado, mas, assim como o Brasil, não cumpriu os índices mínimos exigidos. A vaga foi realocada posteriormente;
  • Grupo G - Jogos Equestres Mundiais de 2018 em Tryon, nos Estados Unidos (1): Austrália;
  • Realocação das vagas não utilizadas (2): França e Áustria.


Adestramento individual (60 conjuntos):
  • Países classificados para a disputa por equipes (3 conjuntos para cada, 45 ao todo) - veja acima
  • Ranking da FEI (15):
*Grupo A (2): Finlândia e Noruega;
*Grupo B (2): Luxemburgo e Suíça;
*Grupo C (2): Ucrânia e Belarus;
*Grupos D e E (4): República Dominicana, Bermuda, México e Brasil;
*Grupo F (2): Marrocos e África do Sul;
*Grupo G (2): Nova Zelândia e Coreia do Sul;
*Geral (1): Bélgica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário