Ex-ciclista neozelandês Eddie Dawking migra para o bobsled - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ex-ciclista neozelandês Eddie Dawking migra para o bobsled

Compartilhe

Aposentado há três meses do ciclismo, o neozelandês Eddie Dawkins, tricampeão mundial por equipes, decidiu tentar uma carreira nos esportes de inverno, fazendo sua transição para o bobsled. Seu afastamento do esporte foi decidido em seguida ao adiamento dos Jogos Olímpicos de Verão, em Tóquio, para 2021, por causa da pandemia de coronavírus. 

Devido a incerteza sobre a realização do evento, o neozelandês abandonou sua antiga modalidade. Ele iniciou os treinamentos no bobsled neste mês e deverá buscar uma vaga no time nacional da modalidade em breve. 

"Tudo o que estamos fazendo é correr de zero a velocidade máxima, não há voltas, o que é ótimo", disse Dawkins. "Não há nada além de uma super distância e, com o tempo, estamos testando a nós mesmos e competindo entre si, o que também é incrível".

A equipe de bobsled da Nova Zelândia não participa dos Jogos Olímpicos de Inverno desde a edição de Turim, na Itália, em 2006, quando ficaram com a última posição no 4-Man, após serem desclassificados e com o 23º lugar no 2-Man, contra outras 28 duplas. 
Ainda passando por um processo de adaptação no bobsled, Dawkins está tentando encaixar técnicas que sempre utilizou no ciclismo, em sua nova modalidade. 

"O importante para mim foi desvendar como minha técnica de pedalar poderia ser transformada em algum tipo de técnica de corrida", revelou o atleta, que ainda passará a ter maior contato com as pistas de gelo. 

"Ainda não estou no gelo, não estou nervoso, mas estou super empolgado", afirmou. "Minha esposa está nervosa com isso porque há muitos acidentes com o trenó e eu digo que há muitos acidentes no ciclismo de pista e eu já estive em alguns deles, então isso faz parte do jogo", concluiu Dawkins. 

A Nova Zelândia é o 42º país com maior número de medalhas conquistadas nas Olimpíadas de Inverno, entre 45 nações condecoradas. Uma prata foi obtida nos Jogos de Albertville, em 1992  no esqui alpino, categoria slalom feminino. Em PyeongChang o país da Oceania voltou ao pódio, com dois bronzes, um no esqui estilo livre halfpipe masculino e outro no snowboard big air feminino. 

Foto: Christel Yardley/Fairfax NZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário