Ciclista neozelandês Eddie Dawkins anuncia aposentadoria - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Ciclista neozelandês Eddie Dawkins anuncia aposentadoria

Compartilhe

Ciclista tricampeão mundial por equipes na modalidade sprint, Eddie Dawkins anunciou sua aposentadoria, após decidir não disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio, que foram adiados por causa da pandemia de coronavírus. 

O atleta neozelandês de 30 anos fez parte também da equipe que ganhou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, além de duas medalhas de ouro nos Jogos da Commonwealth, o que faz de Dawkins o ciclista de pista mais bem-sucedido da Nova Zelândia em nível mundial. 

"Eu queria comprometer tudo que tinha em uma última campanha olímpica com meus companheiros de equipe Etham e Sam, para Tóquio 2020", declarou Dawkins. "Enfrentar agora mais um ano de preparação, sem ter a certeza da realização dos Jogos Olímpicos é um passo longe demais para mim".

Dawkins falou ainda sobre o desanimo que sentiu após o adiamento das Olimpíadas. "Se eu não puder dedicar meu coração e alma a isso, continuar melhorando e ficando mais rápido, qualquer coisa menor que isso iria me decepcionar e acima de tudo, decepcionar meus colegas de equipe". 

O neozelandês comentou sobre sua relação com os membros da equipe. "Ethan, Sam e eu somos como irmãos. Estivemos no topo do mundo e passamos inúmeras horas juntos treinando, viajando e competindo", disse Dawkins.

O presidente-executivo da Cycling Nova Zelândia, órgão que cuida da modalidade no país, Jacques Landry, disse que o esporte deve uma enorme dívida de gratidão a Dawkins. "Sua carreira fala por si na pista e ele tem sido um personagem maior do que a vida", afirmou Landry. 

Foto: Guy Swarbrick

Nenhum comentário:

Postar um comentário