ATP divulga novas regras de cálculo do ranking para o retorno do tênis mundial - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

ATP divulga novas regras de cálculo do ranking para o retorno do tênis mundial

Compartilhe

Em comunicado publicado nesta segunda-feira (06), a Associação de Tenistas Profissionais (ATP) anunciou as alterações nos critérios da entidade para o cálculo da pontuação dos atletas no ranking mundial. As mudanças foram feitas como resposta à pandemia de Covid-19, que impactou o calendário da ATP, e como preparação para a retomada das disputas no tênis mundial. 

Agora, para a determinação da pontuação, serão considerados os 18 melhores resultados de cada tenista no período entre março de 2019 e dezembro de 2020. Anteriormente, eram utilizados apenas os desempenhos obtidos dentro de uma janela de 52 semanas. O ranking reformulado será utilizado para definir os tenistas classificados para o Finals, competição que encerra o calendário da ATP, tanto no simples, quanto nas duplas.

Um jogador não poderá contar o mesmo torneio em duas vezes na sua lista de resultados. Por exemplo, um tenista que disputou o Masters 1000 de Madrid em 2019 e que estiver no campeonato também em 2020 terá apenas uma das duas participações - a melhor delas - validada para o cálculo da pontuação. Além disso, os pontos conquistados em torneios neste ano permanecerão no ranking de um jogador por 52 semanas ou até que o evento em questão seja jogado novamente em 2021, o que decorrer primeiro.

Surte +: Mesmo com as baixas de Tiafoe e Opelka, Team Stars vence torneio de tênis em Atlanta

Segundo a ATP, essas alterações "oferecem flexibilidade e justiça aos jogadores em todos os níveis, além de proporcionar estabilidade aos tenistas que não podem ou preferem não competir em 2020 devido a preocupações com a saúde e a segurança". 

As competições oficiais da ATP estão suspensas desde março devido à crise do novo coronavírus. Muitos torneios foram cancelados, incluindo Wimbledon, o Grand Slam mais tradicional, disputado desde 1877. Outros eventos acabaram adiados, como Roland Garros, que foi transferido do fim de maio para o mês de setembro.

No dia 17 de junho, foi anunciado o calendário reformulado da temporada do tênis mundial. O ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, será o primeiro torneio válido para o ranking pós-pandemia, estando programado para o período entre 14 e 21 de agosto. Na sequência, ocorrerá o Masters 1000 de Cincinatti - que será disputado em Nova York - de 22 a 28 de agosto. O US Open deve começar no dia 31, também em Nova York, encerrando as competições em solo norte-americano.




O sérvio Novak Djokovic, que venceu o único Grand Slam já disputado em 2020 - o Australian Open, realizado em janeiro -, é o atual líder do ranking da ATP, com 10220 pontos. Djokovic é seguido pelo espanhol Rafael Nadal, com 9850 pontos, e pelo austríaco Dominic Thiem, com 7045. Roger Federer (SUI) é o quarto, e Thiago Monteiro, brasileiro mais bem colocado na lista, ocupa a 82ª posição.

Surte +: David Ferrer fará teste como treinador de Alexander Zverev durante preparação para temporada de saibro

Foto: Reprodução Instagram / ATP Tour

Nenhum comentário:

Postar um comentário