Adhemar Ferreira da Silva, Dietrich Gerner e a corrida de São Silvestre recebem homenagem da World Athletics - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Adhemar Ferreira da Silva, Dietrich Gerner e a corrida de São Silvestre recebem homenagem da World Athletics

Compartilhe

A entidade máxima do atletismo internacional (World Athletics) prestará uma série de homenagens a atletas, desempenhos, instituições e competições que fizeram a história do atletismo mundial. O Brasil está presente na lista com três menções. Adhemar Ferreira da Silva, Dietrich Gerner e a Corrida Internacional de São Silvestre estão entre os reconhecidos com placas de Patrimônio Mundial da entidade.

“O Departamento de Legado da World Athletics decidiu celebrar os que fizeram a história do atletismo em todo o mundo e o Brasil é o único país da América do Sul a ganhar essa honraria”, comentou Helio Gesta, presidente da Confederação Sul-Americana de Atletismo (CONSUDATLE) e integrante do Conselho da WA.

Helio, inclusive, já está com a placa de Adhemar, que deverá ser colocada este ano no Centro Esportivo do Tietê, em São Paulo. A homenagem refere-se ao primeiro recorde mundial obtido pelo bicampeão olímpico do salto triplo em 3 de dezembro de 1950, no Clube de Regatas Tietê, onde o brasileiro saltou 16,00 m, igualando a marca do japonês Naoto Tajima, obtida em 1933. A marca completará 70 anos. A homenagem está sempre vinculada a uma localização.

“Na última reunião presencial da WA, em março, recebi a incumbência de trazer a placa, que já estava pronta. A ideia era coloca-la em março mesmo, depois das Assembleias da Confederação Brasileira de Atletismo e da CONSUDLATE, mas a pandemia da COVID-19 acabou mudando tudo”, lembrou Helio.

Adhemar, que este ano entra no Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil, bateu cinco vezes o recorde mundial e ganhou medalhas de ouro nos Jogos de Helsinque-1952 e de Melbourne-1956.

Dietrich Gerner, que foi o grande orientador de Adhemar, foi agraciado por ser considerado a “primeira lenda” entre os treinadores da América do Sul. Nascido na Alemanha, construiu uma carreira vitoriosa à frente do atletismo do São Paulo FC. A placa ficará na sede da CONSUDATLE, em Manaus.

Já a Corrida Internacional de São Silvestre será homenageada por sua tradição e importância histórica. Criada pelo jornalista Cásper Líbero, a prova é disputada desde 1925 e reuniu várias estrelas do atletismo mundial por ruas de São Paulo. Atualmente, com a distância de 15 km, a competição chega a reunir 30.000 participantes. A placa será entregue à Fundação Cásper Líbero, detentora dos direitos do evento.

A placa foi criada pelo design amazonense Fernando Silva, por meio de um concurso mundial promovido pela ex-IAAF. Como prêmio, ele ganhou o direito de assistir, com um acompanhante, as disputas do Campeonato Mundial de Doha, realizado entre setembro e outubro de 2019, no Catar.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) pretende fazer a entrega das placas na véspera ou no dia do Grande Prêmio Brasil Caixa, previsto para o dia 6 de dezembro, em local ainda a ser definido. "É com grande satisfação que recebemos as três homenagens da World Athletics ao atletismo brasileiro. O Adhemar pelos 70 anos de seu recorde, o Gerner por ter sido o treinador do Adhemar e à São Silvestre, com sua imensa tradição entre as corridas do Brasil. A CBAt sente-se lisonjeada pelo reconhecimento e com a entrega no GP Brasil teremos uma festividade do atletismo", comentou o presidente do Conselho de Administração Warlindo Carneiro da Silva Filho.

Estão na lista de homenageados pela World Athletics atletas como Jesse Owens, Emil Zatopk, Paavo Nurmi, Fanny Blankers-Koen e Abebe Bikila, e competições como a Maratona de Boston, Penn Relays e o Memorial Van Damme, entre outras.

Foto: World Athletics

Nenhum comentário:

Postar um comentário