US Open garante realização de torneio de tênis em cadeira de rodas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

US Open garante realização de torneio de tênis em cadeira de rodas

Compartilhe

Após muitas polêmicas e revolta por parte dos atletas, o US Open reverteu a antiga decisão e confirmou que haverá o torneio de tênis em cadeira de rodas em 2020, entre os dias 10 e 13 de setembro. O comunicado foi revelado na tarde desta quarta-feira (24), e foi postado nas redes sociais do Grand Slam. 

Confira a nota na íntegra:

A USTA (Associação de Tênis dos Estados Unidos) anunciou hoje que a competição de tênis de cadeira de rodas do US Open em 2020 será realizada de 10 a 13 de setembro na USTA  Billie Jean King National Tennis Center em Flushing Meadows, NY, seu lugar tradicional no calendário do US Open.  A decisão foi tomada após várias reuniões virtuais com um grupo de atletas em cadeira de rodas e a Federação Internacional de Tênis (ITF) na última semana.  

A Competição de Cadeira de Rodas do US Open em 2020 contará com chaves de simples e duplas no masculino e feminino para a categoria Open e simples e duplas masculino para a categoria Quad. Os atletas em cadeira de rodas seguirão os mesmos procedimentos de saúde e segurança de todos os participantes do US Open e poderão acessar o Centro Nacional de Tênis Billie Jean King da USTA a partir de 7 de setembro. 

A ITF está analisando cuidadosamente o impacto dessa situação em evolução relacionada a  concessão de pontos no ranking de cadeiras de rodas e esperamos que uma decisão seja anunciada nos próximos dias.



O cancelamento do torneio de tênis em cadeira de rodas gerou uma série de críticas ao US Open, de nomes como o número 1 do mundo da categoria Quad (para atletas com deficiência em três ou mais extremidades do corpo), Dylan Alcott e o atual número 5 na categoria Open (para atletas diagnosticados obrigatoriamente com alguma deficiência nos membros inferiores), Gordon Reid. 

Além disso, o Comitê Paralímpico Internacional (IPC) havia solicitado que o cancelamento fosse repensado e que o US Open disponibilizasse uma alternativa para manter o torneio, pedido que foi acatado pela organização, representando a vitória dos atletas da categoria após a reivindicação.

Foto: USTA/Ned Dishman

Nenhum comentário:

Postar um comentário