Revelação de 21 anos, esloveno quebra recorde nacional no lançamento de disco pela segunda vez em dezesseis dias - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Revelação de 21 anos, esloveno quebra recorde nacional no lançamento de disco pela segunda vez em dezesseis dias

Compartilhe

O jovem Kristjan Ceh, de 21 anos, quebrou mais uma vez o recorde esloveno no lançamento de disco. Competindo de Maribor, na Eslovênia, ele atingiu 68,75m na última terça-feira (23) e acrescentou mais de dois metros em relação à melhor marca nacional anterior, que ele mesmo havia estabelecido há duas semanas.

Atual campeão europeu sub-23, Ceh teve um desempenho fantástico em Maribor. Ele registrou três lançamentos válidos na competição e passou da casa dos 67 metros em todos, algo que jamais havia conquistado em sua curta carreira. Na segunda tentativa, fez 67,71m; bateu o recorde no quarto lance, com 68,75m; e encerrou sua participação com um 68,63m.

Mesmo com a pandemia do coronavírus, Ceh está conseguindo manter sua carreira numa ascendente. Para se ter uma ideia de seu crescimento, até o início da atual temporada, sua melhor marca pessoal era 63,82m. Desde a volta após a longa paralisação por conta da crise sanitária, Ceh tem tombado seus personal bests a cada semana. No último dia 7, ele bateu um recorde nacional que se manteve intacto por 21 anos, ao fazer 66,29m. Em questão de dezesseis dias, aumentou 2,46m à marca.

“No início da temporada eu ainda não estava ciente dos resultados que estava alcançando. Eu sinto mais agora. Estou indo bem nos treinos e as competições estão provando isso. Logo no início da apresentação de hoje [terça], tive um lance muito bom. Depois, tive outros dois que foram melhores. Não sei onde quais são os meus limites, vejamos o que acontecerá nos próximos anos", disse Ceh.

Kristjan Ceh está mostrando que tem potencial para brigar por uma medalha olímpica (Peter Kastelic/AZS)
O lançamento de disco está tendo boas disputas no retorno pós-pandemia. Além de Ceh, outros dois atletas tiveram excelentes desempenhos em junho: o sueco Daniel Stahl, que lidera com 70,25m, e o austríaco Lukas Weisshaidinger, com 68,63m. O jamaicano Fedrick Dacres também tem 69,67m na atual temporada, mas feito em fevereiro. 

Quatro atletas lançando para a casa dos 68 metros na atual temporada já é superior às marcas do ano passado. No pódio do último Campeonato Mundial de Atletismo, em outubro passado, o campeão Daniel Stahl venceu com 67,59m, enquanto e os demais medalhistas ficaram com 66 metros. 

E os próximos dias prometem para ainda mais para o lançamento de disco. Duas competições vão reunir Weisshaidinger e Ceh, dois dos destaques após a pandemia, num duelo frente a frente. Eles competirão no próximo sábado, 27 de junho, em St. Polten, na Áustria, e na semana que vem, no dia 2 de julho, em Eisenstadt, cidade também austríaca.

Recorde português

Também teve recorde nacional sendo executado em Portugal. Nesta quarta-feira (24), Auriol Dongmo, camaronesa recém-naturalizada lusitana, estabeleceu 19,27m como a melhor marca do arremesso de peso feminino do país. Foi a segunda quebra consecutiva, uma vez que no último final de semana ela já havia feito 18,82m, amassando o recorde anterior de 17,18m, registrado em 1996.

O novo recorde nacional de Auriol Dongmo de outra perspectiva. A marca de 19,27m feita ontem é também a melhor marca mundial do ano. #fpatletismo #atletismo #portugal


Além de ser recorde nacional, os 19,27m deixaram Dongmo na liderança do ranking mundial na temporada. Este também foi o melhor desempenho da vida da atleta de 29 anos, que foi finalista olímpica na Rio-2016. Ela ainda é dona do recorde camaronês, registrado em 2017, com 18,37m. Dongmo está autorizada a competir internacionalmente por Portugal a partir do próximo mês.


Foto: Peter Kastelic/AZS

Nenhum comentário:

Postar um comentário