Maratona de Hamburgo é confirmada para setembro e espera 14 mil participantes - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Maratona de Hamburgo é confirmada para setembro e espera 14 mil participantes

Compartilhe

Indo na contramão de boa parte das grandes corridas de rua da temporada, a Maratona de Hamburgo deverá acontecer esse ano. Os organizadores do evento confirmaram nesta terça-feira (23) que seguem com planos para realizar a competição em 13 de setembro, detalhando que um rígido protocolo sanitário será seguido pelos corredores antes, durante e depois da prova para promover um evento seguro.

"Nós estamos otimistas que a Maratona de Hamburgo acontecerá em 13 de setembro", disse o organizador-chefe do evento, Frank Thaleiser. "Nós temos os planejamentos e a infraestrutura necessária. Também já recebemos os primeiros sinais positivos da Secretaria de Esportes do Estado e agora nós faremos planos detalhados juntamente com a cidade para realizar a corrida".

Cerca de 14 mil atletas são esperados para a competição, dez mil na maratona e quatro mil na meia maratona. A Alemanha ainda segue com medidas que proíbem eventos esportivos com grandes aglomerações até o final de outubro, mas os organizadores da corrida garantiram que rígidas políticas de higiene serão adotadas para evitar a disseminação do coronavírus e uma exceção foi aberta.

Apenas 30 corredores devem integrar o pelotão de elite. Só poderão participar atletas de países específicos, devido às restrições de viagens ainda em vigor na Alemanha. Os países com um estágio ainda avançado da pandemia em seu território não poderão enviar atletas para a competição, naquela que deve ser a primeira grande maratona a acontecer depois do início da pandemia.

Cada uma das provas amadoras terão partidas e chegadas em pontos e horários diferentes. Os corredores serão divididos em grupos de, no máximo, mil atletas e haverá um intervalo de dez minutos entre a saída de um pelotão e outro. Ao longo do percurso da prova, estações de desinfecção também serão instaladas.

Antes do evento, todos serão submetidos a testes PCR para identificação do coronavírus. Durante a prova, além de estarem separados pelos diferentes horários da corrida, os atletas terão e promover o distanciamento social em relação aos outros corredores. Os espectadores também não poderão estar presentes. Ao final, não haverá benefícios aos participantes como duchas, massagens ou refeição. 

Vale destacar que a Maratona de Hamburgo, que faz parte da Gold Label Marathons, estava originalmente prevista para 19 de abril, mas teve de reprogramada por conta da crise sanitária global. Diversas outras corridas de rua também não puderam ser realizadas no segundo trimestre do ano, como a Maratona de Boston, que foi cancelada pela primeira vez em seus 124 anos de história.


Foto: Divulgação/Haspa Marathon Hamburg

Nenhum comentário:

Postar um comentário