Federação Internacional de Tênis anuncia novas medidas para reduzir efeitos negativos causados pela pandemia - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Federação Internacional de Tênis anuncia novas medidas para reduzir efeitos negativos causados pela pandemia

Compartilhe
 

A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou novas medidas para auxiliar tenistas, torneios e federações nacionais da modalidade durante a crise causada pela pandemia de coronavírus e consequentemente a paralisação obrigatória do circuito mundial. 

Um aporte no valor de US$ 2,6 milhões (cerca de R$ 13 milhões) foi aprovado pelo conselho da entidade na última semana. Isso inclui  US$ 1,5 milhão (aproximadamente R$ 7,5 milhões) em financiamento para as federações nacionais, facilitando a retomada do tênis por meio de subsídios para torneios nacionais e juvenis. 

Além disso, foram investidos outros US$ 13,7 milhões (R$ 68 milhões) para o desenvolvimento do esporte, um valor já emitido para as federações em 2020. 

Para apoiar os jogadores que estão parados desde março, a ITF disponibilizou US$ 350 mil (quase R$ 2 milhões) que serão distribuídos entre os simplistas de ranking entre 501 e 700, além de duplistas entre as posições 176  e 300. Ambos os casos terão jogadores de ATP e WTA contemplados. 

"Este foi um processo complexo, mas estou satisfeito por termos conseguido chegar a esse ponto e gostaria de agradecer ao conselho de diretores da ITF por seu apoio. Ainda há muita incerteza, mas estou confiante de que, se continuarmos a nos reunir e tomar as decisões corretas, o tênis fará uma forte recuperação", declarou o presidente da ITF, David Haggerty.

Um iniciativa entre os quatro Grand Slams (Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open) e a ITF, liberou outros US$ 300 mil (R$ 1,5 milhão) para apoiar financeiramente o tênis em cadeira de rodas. Foi criado também um fundo para auxiliar a retomada do tênis de praia. 

Após a paralisação do circuito, cerca de mil eventos da ITF tiveram de ser cancelados ou adiados. 

"Apesar dos desafios significativos resultantes dessa pandemia, a ITF tem sido ágil em nosso desejo de ajudar o maior número possível de partes interessadas", disse Haggerty. "Como não temos recursos ilimitados, concentramos nossos esforços nos locais mais necessários".

Fora os programas de apoio, a ITF também reduziu sua folha de pagamento para otimizar a parte financeira. 

Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário