Rory McIlroy: "Adiar a Ryder Cup para 2021 seria uma decisão certa" - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Rory McIlroy: "Adiar a Ryder Cup para 2021 seria uma decisão certa"

Compartilhe

Atual líder do ranking mundial de golfe, o norte-irlandês Rory McIlroy declarou que seria correto adiar a Ryder Cup, prestigiada competição entre equipes de golfistas dos Estados Unidos e Europa, para 2021, por causa da pandemia de coronavírus. O torneio está agendado para os dias 25, 26 e 27 de setembro de 2020 e deverá ocorrer com portões fechados ao público.

"Meu palpite pessoal é que não vejo como isso vai acontecer, então não acho que isso aconteça", disse McIlroy em entrevista à BBC. “Acho que a maioria dos jogadores gostaria de vê-lo adiado até 2021, para que eles possam jogar na frente da multidão e ter a atmosfera que torna a Ryder Cup tão especial".

“Os jogadores são os que fazem a Ryder Cup. Se eles não estão a bordo e não querem jogar, não há Ryder Cup. Eu vejo isso sendo adiado até 2021 e, honestamente, acho que será a decisão certa", ressaltou McIlroy. 

Não é a primeira vez que McIlroy posiciona-se contra a realização da Ryder Cup neste ano sem a presença de público. Mas outras pessoas ainda são favoráveis a manutenção do evento em 2020, como o capitão da equipe européia, Padraig Harrington, que declarou: "realizar o evento ainda neste ano fará bem ao esporte, mesmo com arquibancadas vazias". 

O PGA Tour está paralisado desde março e deverá retomar atividades e eventos em junho, começando pelo torneio Charles Schwab Challenge. O calendário do golfe foi muito afetado pela pandemia de coronavírus, ocorrendo até mesmo o cancelamento do British Open, um dos quatro Majors da modalidade.

Foto: Reprodução/PGA Tour

Nenhum comentário:

Postar um comentário