Com Clodoaldo Silva, eMuseu do Esporte abre 2ª temporada das exposições colaborativas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Com Clodoaldo Silva, eMuseu do Esporte abre 2ª temporada das exposições colaborativas

Compartilhe

Conhecido como "Tubarão Paralímpico", o campeão Clodoaldo Silva é um dos destaques da 2ª temporada de exposições colaborativas do eMuseu do Esporte. A abertura aconteceu no último dia 22 de maio, e os visitantes terão até o dia 4 de junho para acessar www.emuseudoesporte.com.br para conhecer melhor a trajetória esportiva dos heróis do esporte brasileiro. O museu virtual surge para registrar a memória do esporte brasileiro e seu legado, de forma inovadora e colaborativa. O patrocínio é da Enel Distribuição Rio, em conjunto com a Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Rio, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, do Governo Estadual do Rio de Janeiro.

o eMuseu do Esporte terá oito museus virtuais permanentes, que serão lançadas em junho de 2020, em uma plataforma 3D robusta, dentre as quais estarão: Enel, e das entidades esportivas, Confederação Brasileira de Basketball (CBB), Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM), Comitê Brasileiro do Esporte Master (CBEM), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Museu Galeria Olímpica, Exército e a Marinha juntos no eMuseu do Desporto Militar. Esses espaços terão um tour virtual com exposição de acervos digitais inéditos, possibilitando experiências imersivas aos participantes.

Nesta segunda exposição temporária colaborativa, além de Clodoaldo, existem nomes como Camila Bombana, do arco e flecha, Yanca Costa, do surfe, e Verônica Almeida, nadadora. Entidades esportivas também fazem parte da ação. O Serviço Social da Indústria de São Paulo (SESI-SP) e a Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos (Andef), apresentarão histórias de superação e garra dos seus atletas.

Todo o material faz parte do acervo pessoal de fãs, atletas e ex-atletas, além de entidades esportivas. O site conta com navegação em 3D, proporcionando ao internauta uma experiência muito mais interativa, com visita guiada ao museu. O objetivo é preservar a memória do esporte, por meio da cultura, valorizando o legado de transformação social com uso da tecnologia.

Será lançado, ao mesmo tempo, um portal do eMuseu do Esporte, no qual fãs do esporte, atletas, ex-atletas, entidades esportivas e demais interessados poderão criar seus perfis, como em uma rede social, e compartilhar seus acervos pessoais.

Foto: Arquivo Pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário