Presidente de Tóquio-2020 diz que Jogos serão cancelados se não puderem acontecer em 2021 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Presidente de Tóquio-2020 diz que Jogos serão cancelados se não puderem acontecer em 2021

Compartilhe

Os Jogos Olímpicos de Tóquio não sofrerão um novo adiamento caso a pandemia do coronavírus impeça a realização do megaevento no próximo ano. O presidente do Comitê Organizador de Tóquio-2020, Yoshiro Mori, afirmou que, se a organização dos Jogos chegar a esse ponto, eles serão cancelados.

"Nessa situação, os Jogos serão descartados", disse Mori em entrevista ao jornal japonês Nikkan Sports, nesta terça-feira, 28. "No passado, quando nós tivemos alguns problemas, como as guerras, os Jogos foram cancelados. Na atualidade, nós estamos lutando contra um inimigo invisível", completou.

Originalmente marcada para acontecer no verão deste ano, a Olimpíada de Tóquio foi adiada para o próximo ano, por conta da pandemia de Covid-19. Nas últimas semanas, a preocupação de que um ano não seria tempo suficiente para que a humanidade pudesse se recuperar totalmente da crise sanitária e os Jogos não tivessem condições de acontecer vieram à tona.

Mori, no entanto, acredita que os Jogos serão a "luz no fim do túnel" para sair dessa situação. "Esta é uma aposta para a humanidade. Se o mundo triunfar sobre o vírus e pudermos realizar as Olimpíadas, nossos Jogos serão muito mais valiosos do que qualquer Olimpíada passada. Temos que acreditar nisso, caso contrário, nosso trabalho e esforços não serão recompensados", disse ele.

Yoshiro Mori, John Coates e Toshiro Muto (Foto: Tóquio-2020)


Recentemente, uma professora de saúde pública global da Universidade de Edimburgo, na Grã-Bretanha, afirmou que os Jogos não tinham condições de acontecer se uma vacina contra o novo vírus não fosse encontrada até o próximo ano. 

O presidente da Associação Médica Japonesa, Yoshitake Yokokura, seguiu a opinião da especialista e afirmou, também nesta terça, ser muito difícil realizar o megaevento sem que haja plena segurança, o que envolve a descoberta de uma vacina. "Na minha opinião, seria difícil celebrar a Olimpíada sem que vacinas eficazes sejam desenvolvidas", disse o médico.


Na semana passada, o virologista japonês Kentaro Iwata afirmou estar pessimista sobre organizar a Olimpíada em menos de 15 meses. O próprio CEO do Comitê Organizador, Toshiro Muto, já havia alertado que a pandemia do coronavírus poderia impactar sobre os planos do megaevento.

Membro mais antigo do COI, Dick Pound já disse que o ano de 2021 será a única oportunidade para que Tóquio sedie o megaevento. Dentro da entidade, já se sabe que um novo adiamento não será possível, porque o Japão já declarou não ter condições de aministrar evento de tal porte por mais tempo.

Foto: AFP/JIJI

Nenhum comentário:

Postar um comentário