Maria Clara Lobo comprova doping por contaminação e volta a sonhar com os Jogos de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Maria Clara Lobo comprova doping por contaminação e volta a sonhar com os Jogos de Tóquio

Compartilhe


A atleta da seleção brasileira de nado artístico Maria Clara Lobo teve sua sentença por conta de um exame antidoping adverso definida no início do mês de abril. Pega com a substância furosemida, a atleta, que teve Marcelo Franklin como advogado, conseguiu comprovar que o doping se deu por meio de uma contaminação de um chá fitoterápico que  ela tomou. Lobo foi punida por um ano, por negligência.

Como ela está suspensa desde junho de 2019, um pouco antes do início do mundial de esportes aquáticos em Gwanju (KOR), sua punição terminará em 19 de junho de 2020. O adiamento das Olimpíadas fez a atleta de 21 anos voltar a sonhar com os Jogos. Em entrevista ao blog 'Olhar Olímpico', ela afirmou até se sentir um pouco desconfortável em ver que o adiamento dos Jogos a ajudou nesse aspecto:

"Me sinto egoísta de pensar que o que foi bom para o meu individual foi devido a uma pandemia mundial, que é muito triste e preocupante. Mas fico feliz de ter a chance de competir os Jogos. Vejo como uma oportunidade de reconquistar uma vaga que era minha e que uma fatalidade tirou de mim." admitiu

A acusação de doping fez a atleta rever suas posturas em relação a isso, afirmando que teve que gastar 'todo dinheiro que tinha e não tinha' para comprovar sua inocência: "Também aprendi muito com isso, porque já cheguei a julgar outras histórias sem saber como era tudo isso. Queria tanto limpar meu nome quanto ficar livre pros Jogos e seguir minha vida mesmo. Porque é muito pesado não ter todo o caso esclarecido. Durante um tempão parecia que eu não conseguiria seguir a minha vida até fora do nado, porque parece que uma pendência a se resolver", conta.

Maria Clara Lobo fazia dueto com Luisa Borges e com sua suspensão por doping, foi substituída por Laura Miccuci. Agora a decisão de retomar o antigo dueto brasileiro do nado artístico fica por conta da comissão técnica do Brasil.

Com informações do blog olhar olímpico
foto: COB/Divulgação 

Nenhum comentário:

Postar um comentário