Doping depois do adiamento das Olimpíadas pode banir atletas de Tóquio 2020 e Paris 2024, alerta AIU - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Doping depois do adiamento das Olimpíadas pode banir atletas de Tóquio 2020 e Paris 2024, alerta AIU

Compartilhe

A Unidade de Integridade do Atletismo (sigla em inglês AIU), alertou aos atletas, que caso ocorra a detecção de doping durante o período pós adiamento dos Jogos Olímpicos, o esportista poderá ser banido por até quatro anos, fazendo com que perca as edições das Olimpíadas em Tóquio, no ano que vem e em Paris, 2024. 

A mensagem foi divulgada pela AIU em meio as preocupações sobre o impacto da pandemia do coronavírus na luta contra o doping de atletas. Nesta semana a RUSADA anunciou a extensão da suspensão de testes devido a pandemia. 

O adiamento de Tóquio 2020 também abriu a porta para centenas de casos em que atletas estariam cumprindo a punição pelo doping durante dos Jogos Olímpicos, mas que na data reagendada (entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021), já estarão livres da pena. 

"Este assunto está além do nosso controle", afirmou a AIU ao ser questionada sobre a preocupação com esse cenário. 

A entidade comentou sobre a possibilidade de participação nos Jogos, de atletas que estariam cumprindo punição, caso não houvesse adiamento. "Segundo o Código Mundial Antidopagem, as sanções são ligadas ao tempo cumprido e não estão correlacionadas com as competições", disse a AIU. 

"Nossa preocupação continua a ser a proteção da integridade dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021, garantindo que os atletas que escolherem trapacear, sejam pegos e suspensos", finalizou a AIU.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário