Últimas Notícias

Thiago Monteiro fecha lista provisória para Tóquio-2020 e Wild aproxima-se da vaga olímpica; confira lista


A chamada Corrida para Tóquio é um ranking não-oficial que conta apenas os resultados que valerão até 8 de junho, data limite em que se definirão os classificados para Tóquio, ao término de Roland Garros. Cada país poderá enviar até quatro jogadores de simples. Ao fim da Gira Sul-Americana de saibro (conhecida como Golden Swing), Thiago Monteiro fecha a lista de classificados, enquanto o campeão do ATP de Santiago, Thiago Seyboth Wild está 83 pontos atrás de Monteiro e precisaria contar com 10 desistências, ainda que tenha grandes chances de subir cada vez mais no ranking. Eles esperam se juntar ao brasileiro João Menezes, praticamente assegurado por seu triunfo no Pan-Americano (entenda abaixo) e a quase certa vaga da dupla masculina, formada por Marcelo Melo e Bruno Soares.

A listagem abaixo não elimina jogadores que não deverão participar, seja por brigas e desavenças com as federações (ainda que jogadores sabidamente não-elegíveis, como Alexander Dolgopolov ou Kevin Anderson nem estão próximos da vaga) ou por interesses pessoais, como o austríaco Dominic Thiem que já indicou não querer participar dos Jogos Olímpicos, já que podem mudar de ideia.

Por enquanto Austrália, Canadá, Espanha, EUA, França, Itália, Sérvia podem levar 4 jogadores diretamente pelo ranking. Japão, país-sede tem três nomes na lista, mas sua principal estrela Kei Nishikori, medalhista de bronze em Rio, estaria fora. Jogadores com bons resultados no saibro devem subir até o fim do torneio e a Argentina tem chances de levar quatro atletas pelo ranking.


Como funciona a classificação olímpica do tênis?


O ranking classifica diretamente 56 jogadores, com um máximo de 6 jogadores masculinos por cada país (incluindo os participantes de duplas), incluindo um máximo de quatro jogadores de simples. Hoje, dia 2 de março, a lista está fechando no japonês Yasutaka Uchiyama, 66º na corrida para Tóquio. São 5 franceses, 4 norte-americanos e 1 espanhol que ficam de fora pelo limite imposto a cada país. A disputa francesa e americana, em especial, está bem acirrada e a definição dos nomes deve vir somente em Roland Garros. Sam Querrey que era o melhor norte-americano na Corrida ao fim do Aberto da Austrália, foi ultrapassado por quatro compatriotas nas últimas semanas e seria o eliminado de maior ranking (36º). 

Jogos multiesportivos continentais garantiram vagas para quatro atletas, contanto que eles estejam no top300 do ranking e que o país não tenha alcançado o limite de cotas. O campeão dos Jogos Asiáticos de 2018, Denis Istomin (UZB) e o campeão dos Jogos Africanos de 2019 Mohamed Safwat (EGY) estão assegurados no top200 e garantidos em Tóquio. O campeão dos Jogos Pan-Americanos de 2019 João Menezes (BRA) tem sua vaga no top300 praticamente assegurada, enquanto o chileno Tomás Barrios, medalha de prata, está no limite e poderia ter sua vaga substituida pelo medalhista de bronze, Guido Andreozzi (ARG) - isso se a Argentina não tiver quatro jogadores classificados pelo ranking. Se esta possibilidade bem real acontecer, o perdedor das quartas-de-final com melhor ranking assume o lugar, desde que esteja no top 300: José Hernández (DOM), Juan Pablo Varillas (PER), Nicolás Jarry (CHI) ou Roberto Cid (DOM).

A vaga europeia ficará para o europeu melhor colocado, desde que seu país não tenha nenhum classificado pelo ranking: Por isso Dominik Koepfer, 68º dio ranking e primeiro alternate não poderia preencher a vaga, que seria atualmente de Attila Balazs (HUN), sendo que Mikael Ymer (SWE) e Emil Ruusuvuori (FIN) estão logo atrás. 

Uma vaga é destinada a um convite a um campeão olímpico ou de Grand Slam. Dentre os campeões em atividade, Roger Federer, Rafael Nadal, Novak Djokovic, Stan Wawrinka e Marin Cilic já estão assegurados pelo ranking. Andy Murray e Juan Martin del Potro, finalistas da Rio-2016 e poderão postular a esta vaga. Caso contrário, a vaga é distribuida aos alternates do ranking.

Duas vagas reservadas estariam sendo realocadas, o que garantiria a entrada do alemão Dominik Koepfer e do brasileiro Thiago Monteiro, primeiros alternates. Uma é aquela garantida ao país-sede, Japão, desde que ele não tenha nenhum tenista classificado pelo ranking - por enquanto Yoshihito Nishioka (43º), Yuichi Sugita (63º) e Yasutaka Uchiyama (66º) estariam dentro e é imporvável que um deles não se garanta pelo ranking - ou ainda Nishikori (88º), Go Soeda (114º) ou Taro Daniel (116º).

A outra vaga aberta é a destinada a um atleta da Oceania, desde que o país já não tenha um jogador classificado. Por enquanto, apenas tenistas da Austrália estão no top900. Rhett Purcell, 922º melhor do mundo, é apenas o 883º na corrida e é improvável que o atleta de 24 anos vá entrar no top300 em poucos meses. 

Confira abaixo o ranking olímpico:

Vaga
ATP
Tenista
País (#)
Pontos (08/06)
1
1
Novak Djokovic
SRB 1
7585
2
2
Rafael Nadal
ESP 1
5590
3
3
Daniil Medvedev
RUS 1
5110
4
4
Dominic Thiem
AUT 1
3965
5
5
Roger Federer
SUI 1
3950
6
6
Stefanos Tsitsipas
GRE 1
3345
7
7
Alexander Zverev
GER 1
2685
8
8
Gael Monfils
FRA 1
2355
9
9
David Goffin
BEL 1
2265
10
10
Matteo Berrettini
ITA 1
2180
11
11
Andrey Rublev
RUS 2
2030
12
12
Roberto Bautista Agut
ESP 2
1935
13
13
Diego Schwartzman
ARG 1
1760
14
14
Grigor Dimitrov
BUL 1
1335
15
15
Denis Shapovalov
CAN 1
1560
16
16
Karen Khachanov
RUS 3
1435
17
17
Stan Wawrinka 
SUI 2
1410
18
18
Alex de Minaur
AUS 1
1410
19
19
Pablo Carreno Busta
ESP 3
1345
20
20
Cristian Garin
CHI 1
1310
21
21
Felix Auger-Aliassime
CAN 2
1190
22
22
Taylor Fritz
USA 1
1190
23
23
Daniel Evans
GBR 1
1130
24
24
John Isner
USA 3
1070
25
25
Nick Kyrgios
AUS 2
1060
26
26
Nikoloz Basilashvili
GEO 1
1050
27
27
Ugo Humbert
FRA 3
1025
28
28
Benoit Paire
FRA 3
1020
29
29
Reilly Opelka
USA 4
1000
30
30
Fabio Fognini
ITA 2
985
31
31
Hubert Hurkacz
POL 1
960
32
32
Milos Raonic
CAN 3
945
33
33
Adrian Mannarino
FRA 4
935
34
34
Dusan Lajovic
SRB 2
925
35
35
Albert Ramos-Vinolas
ESP 4
925
X
36
Sam Querrey
USA 5
920
36
37
John Millman
AUS 3
901
37
38
Marin Cilic
CRO 1
890
38
39
Casper Ruud
NOR 1
857
39
40
Guido Pella
ARG 2
840
X
41
Richard Gasquet
FRA 5
840
40
42
Jan-Lennard Struff
GER 2
830
41
43
Yoshihito Nishioka
JPN 1
817
X
44
Feliciano Lopez
ESP 5
813
42
45
Filip Krajinovic
SRB 1
805
X
46
Jo-Wilfried Tsonga
FRA 6
795
43
47
Kyle Edmund
GBR 2
785
44
48
Aljaz Bedene
SLO 1
775
X
49
Gilles Simon
FRA 7
770
45
50
Borna Coric
CRO 2
760
46
51
Miomir Kecmanovic
SRB 4
730
X
52
Tennys Sandgren
USA 6
727
X
53
Tommy Paul
USA 7
721
47
54
Alexander Bublik
KAZ 1
705
48
55
Egor Gerasimov
BLR 1
696
49
56
Jiri Vesely
CZE 1
688
50
57
Lorenzo Sonego
ITA 3
680
X
58
Jeremy Chardy
FRA 8
660
X
59
Lucas Pouille
FRA 9
640
51
60
James Duckworth
AUS 4
636
52
61
Vasek Pospisil
CAN 4
630
X
62
Steve Johnson
USA 8
630
53
63
Yuichi Sugita
JPN 2
627
54
64
Andreas Seppi
ITA 4
621
55
65
João Sousa
POR 1
606
56
66
Yasutaka Uchiyama
JPN 3
601
X
67
Fernando Verdasco
ESP 6
600
ALT 1
68
Dominik Koepfer
GER 3
548
EUR
69
Attila Balazs
HUN 1
579
ALT 2
70
Thiago Monteiro
BRA 1
438
X
71
Jannik Sinner
ITA 5
569
ALT 3
72
Juan Ignacio Londero
ARG 3
541
ALT 4
73
Mikael Ymer
SWE 1
535
ALT 5
74
Emil Ruusuvuori
FIN 1
534
ALT 6
75
Mikhail Kukushkin
KAZ 2
531
ALT 7
76
Soonwoo Kwon
KOR 1
531
ALT 8
77
Cameron Norrie
GBR 3
522
X
78
Gianluca Mager
ITA 6
522
X
79
Jordan Thompson
AUS 5
515
X
80
Stefano Travaglia
ITA 7
509
ALT 9
81
Marton Fucsovics
HUN 2
497
ALT10
82
Dennis Novak
AUT 2
496
ALT11
83
Lloyd Harris
RSA 1
492
X
84
Corentin Moutet
FRA 10
491
ALT12
85
Thiago Seyboth Wild
BRA 2
488
ALT13
86
Federico Delbonis
ARG 4
486
X
87
Pierre-Hugues Herbert
FRA 11
480
ALT14
88
Kei Nishikori
JPN 4
470
ALT21
101
Andy Murray
GBR 4
412
AFR
124
Mohamed Safwat
EGY 1
339
ASI
139
Denis Istomin
UZB 1
280
AME1
222
João Menezes
BRA 3
159
AME2
280
Marcelo Tomas Barrios Vera
CHI 5 
106
GS/OLY 2
478
Juan Martin del Potro
ARG 28
45



Foto: AFP/Jiji Press/STR

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar