Presidente do IPC Andrew Parsons divulga nota parabenizando adiamento dos Jogos de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Presidente do IPC Andrew Parsons divulga nota parabenizando adiamento dos Jogos de Tóquio

Compartilhe

Pouco depois do anúncio do adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio-2020, o Presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC), Andrew Parsons, declarou apoiar completamente a decisão.

“Adiar os Jogos Paralímpicos de 2020, como um resultado da pandemia global da Covid-19 é absolutamente a coisa certa a se fazer. A saúde e o bem-estar da vida humana deve ser sempre nossa prioridade número 1 e organizar um evento esportivo de qualquer tipo durante esta pandemia simplesmente não é possível”.

O presidente lembrou que “esporte não é a coisa mais importante agora, preservar a vida humana sim. Portanto, é essencial que todos passos sejam tomados para tentar e limitar o contágio desta doença”.

“Numa época em que a maior parte das grandes comunidades ao redor do mundo estão em confinamento, com lojas e locais de trabalho fechado e pedidos para que as pessoas não saiam de suas casas, continuar a perseguir o sonho dos Jogos de Tóquio 2020 acontecer ainda este ano não faz nenhum sentido; adiamento é a única opção lógica”, continua Parson

O brasileiro lembrou ainda que ao tomar essa decisão agora, todos envolvidos no Movimento Paralímpico, incluindo os atletas podem focar completamente em sua saúde e que quando os Jogos acontecerem no ano que vem “será uma celebração global e espetacular da humanidade voltando a ser uma só e unida. O Movimento Paralímpico é baseado em pessoas superando adversidades e é isso que faremos ano que vem”.

O presidente do IPC reafirmou que o Órgão irá trabalhar próximo aos Comitês Paralímpicos Nacionais, Federações Internacionais e Atletas. A Porta-Voz do Conselho de Atletas do IPC Chelsey Gotell destacou que agora os esportistas terão mais “clareza” sobre quando os Jogos acontecerão e que foi uma decisão correta para todos os atletas.

Foto: Divulgação / IPC

Nenhum comentário:

Postar um comentário