Presidente do Comitê Organizador diz que Olimpíada na primavera é "improvável" - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Presidente do Comitê Organizador diz que Olimpíada na primavera é "improvável"

Compartilhe


A expectativa pela divulgação das novas datas dos Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021, segue alta. Neste sábado, 28, o presidente do Comitê Organizador de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, praticamente descartou a possibilidade dos Jogos ocorrerem na primavera japonesa após uma aparição numa TV local. Segundo ele, a data é "improvável" e o megaevento deverá ocorrer mesmo no verão, entre junho e setembro.

Mori disse, também, que o martelo sobre o novo cronograma será batido já na próxima semana, contrariando fontes japonesas, que disseram essa semana que a decisão sairia em três ou até quatro semanas. 

"Quero tirar algumas conclusões até o final da próxima semana, depois de refletirmos sobre isso. Os Jogos foram pensados para ocorrer no verão, então devemos pensar em um período entre junho e setembro", disse Mori durante um programa da Nippon TV, ignorando que os próprios Jogos de Tóquio 1964 ocorreram em outubro, por ser um mês "mais apropriado".

Logo após o adiamento da Olimpíada, a primavera apareceu como uma opção viável para os japoneses. Na última sexta, os rumores cresceram e a mídia local anunciou que organizar o evento no primeiro semestre seria a melhor escolha do COI, por conta das baixas temperaturas. 

Até mesmo a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, entrou na jogada e disse que queria trazer as provas da maratona e da marcha atlética de volta para a capital japonesa. As provas de rua do atletismo atualmente estão programadas para Sapporo, por conta das altas temperaturas de Tóquio.

De acordo com o presidente, questões de logística impediriam os organizadores de realizar os Jogos durante a primavera, que vai de março até junho. A opção pelo verão daria mais tempo para garantir voluntários e organizar todos os torneios pré-olímpicos. 

Vale lembrar que apenas 57% das vagas olímpicas foram preenchidas. 42 das 50 modalidades ainda não têm todos os seus atletas conhecidos. Por isso, deveria haver um tempo hábil para realizar os eventos qualificatórios.

Na quarta-feira, o chefe da Comissão de Coordenação de Tóquio 2020, John Coates,  disse que os meses de julho e agosto eram os preferidos do COI para reorganizar os adiados Jogos em 2021. Um dia depois, o presidente do COI, Thomas Bach, afirmou que todas as possibilidades estão sendo analisadas e nem mesmo a primavera poderia ser descartada.

Foto: Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário