Coronavírus força a China a se retirar da Copa do Mundo de Ginástica Artística em Melbourne - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio

Coronavírus força a China a se retirar da Copa do Mundo de Ginástica Artística em Melbourne

Compartilhe

A China retirou-se da Copa do Mundo de Ginástica Artística no próximo fim de semana em Melbourne (Austrália) por causa das restrições de viagens impostas pelo governo do país, estendidas por mais uma semana, devido ao surto de coronavírus. A retirada da competição, prevista para os dias 20 e 23 de fevereiro, foi confirmada pela Gymnastics Australia. 

A equipe chinesa contava com 12 ginastas, incluindo o tetracampeão mundial Zhang Chenglong, que iriam disputar o evento, que conta pontos de qualificação para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020. You Hao e Liu Yang, bronze no Rio 2016 ao lado de Zhang, e Xiao Ruoteng também estavam prontos para competir no torneio.

"Foram algumas semanas muito desafiadoras para todos nós, mas não mais do que para as ginastas e autoridades chinesas que estão treinando e se preparando para vir a Melbourne", disse Kitty Chiller, presidente da Gymnastics Australia. "Eu tenho mantido contato regular com a Associação Chinesa de Ginástica e seu Presidente, que me informa que toda a sua delegação está bem e que não mostrou sinais de infecção".

A Copa do Mundo de Ginástica Artística em Melbourne é o evento esportivo mais recente a ser afetado pelo coronavírus, que matou mais de 1800 pessoas e infectou mais de 72 mil na China. Fora do país, cerca de 500 casos foram relatados, incluindo Hong Kong, França, Filipinas e Japão.

Foto: Wolfgang Rattay/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário