Funcionários passam por simulação de terremoto em preparação para Tóquio 2020


Alvo frequente de desastres naturais, o Japão se organiza e se prepara da melhor forma para evitar maiores problemas, incluindo catástrofes, durante a Olimpíada de 2020. 

Na última quinta-feira (18), a organização preparou uma simulação de terremoto na Ariake Gymnastic Centre, arena que receberá a ginástica artística em Tóquio-2020. O tremor presumiu uma magnitude na escala de 7.3 na Baía de Tóquio, próximo a Ariake. Cerca de 100 bombeiros, policiais e funcionários da Força de Defesa do Japão participaram do teste. 

Médicos também estiveram presentes e simularam tratamento de emergência em pessoas reais e em manequins, ambos sobre macas, e distribuíam água às vítimas, à medida que as levavam para fora do local com segurança. 

"Eu acho que conseguimos alcançar nosso objetivo principal, que era garantir uma cooperação tranquila entre o Governo Metropolitano de Tóquio e o comitê organizador de Tóquio 2020", disse Hiroya Yarimizu, diretor de segurança do governo, aos repórteres após a simulação. 

Foto: Koki Sengoku/Kyodo News
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top