Jogadoras e Federação Americana de Hóquei no Gelo entram em acordo e evitam boicote no Campeonato Mundial - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Jogadoras e Federação Americana de Hóquei no Gelo entram em acordo e evitam boicote no Campeonato Mundial

Compartilhe

A USA Hockey e as jogadoras da seleção americana de hóquei no gelo chegaram a um acordo para acabar com o impasse salarial e evitar um boicote da equipe no Campeonato Mundial que começará nesta sexta (31), na cidade americana de Plymouth. As jogadoras e a federação finalizaram o acordo nesta terça (28). É um contrato de quatro anos que paga as jogadoras além do período olímpico de seis meses.

"Vai ser um ponto de virada para o hóquei feminino nos Estados Unidos (e) eu sinto como um ponto de virada para o hóquei feminino no mundo. Houve compromissos de ambos os lados, mas o contrato em sua totalidade, vai mudar a vida das atuais jogadoras que estão na equipe agora, mas (também) para a próxima geração", disse a estrela Jocelyne Lamoreux-Davidson.

A capitã Meghan Duggan chamou de "momento histórico nos esportes femininos". O presidente da USA Hockey, Jim Smith, disse que as pessoas vão olhar para trás neste dia "como uma das mais positivas da história" da organização.

Antes deste acordo, as jogadoras disseram que pagavam mil dólares por mês em torno dos Jogos Olímpicos e o novo contrato estima-se que as jogadoras receberão entre 3 e 4 mil dólares por mês por jogadora. Combinado com o dinheiro recebido do Comitê Olímpico dos EUA, cada jogadora poderá superar os 70 mil dólares em ganhos anuais e esse número poderá chegar a 129 mol dólares em 2018, se a equipe ganhar a medalha de ouro olímpica.

As jogadoras também receberão viagens de classe executiva, assim como a equipe masculina, e proteção de seguro que elas pediram.

Foto: NBC



Nenhum comentário:

Postar um comentário