Seleção Brasileira masculina de basquete inicia a preparação para o Rio 2016 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Seleção Brasileira masculina de basquete inicia a preparação para o Rio 2016

Compartilhe
Foto: CBB

Com a presença de dez dos 14 jogadores convocados, além de quatro atletas convidados, a seleção masculina d ebasquete realizou no sábado (25), em São Paulo, os dois primeiros treinos sob o comando do técnico Rubén Magnano. 

Os jogadores Leandrinho Barbosa e Anderson Varejão (Golden State Warriors), Raulzinho Neto (Utah Jazz) e Augusto Lima (Real Madrid) se juntam ao grupo no próximo dia 30.

“Toda a equipe está comprometida com a seleção. No dia 30, todos os atletas terão se apresentado. Está tudo certo. Na apresentação falei que devemos ter coragem de acreditar que se pode fazer um bom trabalho e lutar pela medalha. Temos que alimentar o grupo com trabalho e confiança. Nossas perspectivas são boas, como já falei. Não falo por falar, mas por experiência já vivida”, afirmou Magnano.

O pivô Nenê Hilário estreou na Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano Sub-21, em 2000. No ano seguinte, já integrou a equipe adulta no Sul-Americano do Chile. Aos 33 anos, o pivô está pronto para disputar sua segunda Olimpíada. A primeira foi em Londres 2012 quando o Brasil terminou na quinta colocação.

“Temos a possibilidade de fazer história e conquistar uma medalha, já que nossa equipe jogou de igual para igual contra nossos principais adversários nos Jogos de Londres (2012) e na Copa do Mundo da Espanha (2014). E o que vai definir o quanto estaremos prontos é a nossa preparação, a nossa intensidade, a química com os jogadores. A motivação maior é você estar numa Olimpíada, isso não tem preço. É muito orgulho poder defender o seu país, principalmente em casa diante de sua torcida”, destacou Nenê.

Aos 28 anos, o pivô Vitor Faverani faz sua estreia na seleção principal. Na última temporada, o gaúcho de Porto Alegre defendeu o UCAM Murcia, da Espanha, depois de uma passagem pelo Boston Celtics (NBA).

"É um privilegio ser chamado para uma Olimpíada em casa. É um prazer estar aqui com a galera. Quando saiu a convocação, eu fiquei bem feliz. Durante a temporada na Espanha eu tive um edema na tíbia e deveria ter ficado seis semanas fora, mas como o time tinha como objetivo chegar aos playoffs eu só fiquei três semanas fora e fui arrastando a recuperação. Mas já estou falando com os especialistas da seleção e acredito que tudo dará certo", disse o jogador.

O Brasil está no grupo “B” da Olimpíada e terá como adversários na primeira fase Lituânia (dia 7), Espanha (9), o vencedor do Pré-Olímpico Mundial 3 (11), Argentina (13) e por último a Nigéria (15). A chave “A” é formada por Austrália, China, Estados Unidos, Venezuela e os vencedores do Pré-Olímpico Mundial nas posições 1 e 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário