Equipe permanente de Canoagem Sprint passa a treinar em Curitiba - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Equipe permanente de Canoagem Sprint passa a treinar em Curitiba

Compartilhe

Os atletas da canoagem sprint têm uma nova cidade para os treinos: Curitiba (PR). O local de treinamento dos canoístas, a partir de janeiro, será o Parque Náutico do Iguaçu. As equipes de caiaque masculino e feminino, canoa feminina e canoa masculina júnior e sub-23, e canoa feminina sênior chegam de São Paulo, o antigo local de residência e treinamento, e passam a residir em Curitiba gradualmente, de novembro deste ano até janeiro do ano que vem. Além do Centro de Treinamento, a capital paranaense também abriga o Centro de Desenvolvimento da Canoagem Brasileira especializado na análise científica da modalidade e referência neste tipo de investigação esportiva atualmente no Brasil.

O presidente da Academia Brasileira de Canoagem (ABraCan), Rubens Faro Pompeu, considera a transição fundamental. “As equipes vão ficar na mesma cidade da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e da ABraCan. O local é ideal, pois tem uma raia olímpica de excelência, é próximo da academia e é mais tranquilo. Sem contar que os canoístas terão o acompanhamento da coordenação”, explicou. Outra vantagem, segundo Pompeu, é que a raia em Curitiba é mais adequada para a prática esportiva. “A raia de Guarapiranga era uma represa aberta, em Curitiba é mais propícia, até pelas condições climáticas. Acredito que, assim, teremos mais sucesso”.

A estrutura de moradia já está pronta para a chegada das equipes e, em dezembro, o Parque Náutico receberá os equipamentos que ainda faltam. “Durante o mês de dezembro o local será montado para virar um centro de treinamento referência. Receberemos os barcos, as canoas e caiaques, os contêineres com aparelhagem e dois micro-ônibus que serão usados no transporte das equipes”, disse o gerente administrativo da ABraCan, Luciano Moraes.

Além de 33 atletas, três técnicos virão para Curitiba: Ruy Fernandes, técnico da equipe de caiaque masculino; Figueroa Conceição, técnico de canoa das categorias júnior, sub-23 e canoa sênior feminina; e Lauro de Souza Júnior, que treina a equipe de caiaque feminina. O grupo também será composto pelas auxiliares técnicas Maria Cristina de Oliveira e Maria Angélica Rozalen, além de um médico, um dentista, dois fisioterapeutas, um psicólogo e um nutricionista.

“Teremos uma estrutura só pra nós, não precisaremos dividir com outros esportes, como acontecia. Em São Paulo, os atletas acabavam ficando mais dispersos devido a este fator. A academia que temos aqui também é bem melhor e não podemos esquecer a facilidade de transporte, pois aqui o trânsito é mais tranquilo”, disse o técnico português Ruy Fernandes, que já está na capital paranaense.

Sobre a preparação dos canoístas, Fernandes está otimista. “Celso de Oliveira Junior, que rema na categoria K1 1000m, é o atleta mais bem colocado, seguido por Edson Silva, no K1 500m. A rotina de treinamento começa em janeiro, pois temos três competições internacionais já no primeiro semestre de 2015: o Campeonato Sul-americano, em abril, que será realizado na Colômbia, e as Copas do Mundo em maio, que vão acontecer em Portugal e na Alemanha”.

De acordo com o diretor do Centro de Desenvolvimento da Canoagem Brasileira e Head Coach da canoagem velocidade, Prof. Dr. Heros Ferreira, a modalidade só tende a crescer. “Em breve também lançaremos o primeiro programa de detecção e promoção de talentos esportivos para canoagem. O programa atenderá exclusivamente atletas curitibanos de forma científica, visando aos Jogos Olímpicos de 2020 e 2024”, disse.


Foto: CBCa
Fonte: Brasil 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário