Coluna Lance Livre: Mini-Guia do LBF 14/15 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Coluna Lance Livre: Mini-Guia do LBF 14/15

Compartilhe

Amanhã começa a liga de basquete feminino, a LBF 14/15. Esta edição terá um recorde de participantes, 10, um número que acho ideal para esse torneio, com quatro equipes estreantes. O que mostra inicialmente que o torneio começa a ficar atrativo para equipes. Esse torneio é de vital importância para o futuro do basquete feminino, pois pelo menos teremos 100 jogadoras brasileiras disputando essa competição. E você fã de basquete, dê uma moral sempre que puder essa competição, para não ficar depois reclamando das nossas seleções. O torneio, que administrado por Hortência e Helen Luz, parece vir melhor. um exemplo disso é o site da LBF, que melhorou visualmente e está mais informativo, embora ainda não tenha todas informações necessárias, mas vou dar um desconto inicialmente. E eu vou fazer minha parte de fazer um pequeno guia sobre as dez equipes participantes, quem são as favoritas, quem pode surpreender, as grandes jogadoras da compeitção, enfim, vamos ao que interessa:

Fórmula de disputa: Dez equipes se enfrentam em turno e returno. as oito melhores avançam aos playoffs, que serão disputados em sistema de melhor de 3 jogos.

Equipes:

ADCF Unimed/Americana-SP: A Atual campeã do LBF, vem pra defender o seu título, que foi inesperado, ao vencer as favoritas do Sport Recife. E o time vem bem forte, como sempre. As experientes Carla, Chuca, Palmira, a cubana Ariadna, Babi e Joicinha comandarão as alas e armação, e no garrafão, Clarissa e Damiris são a garantia de pontos e rebotes.  Com esse ótimo grupo, a Americana é um das grandes favoritas da competição e o bi parece um sonho bem possível

APAB/Barretos-SP: A estreante equipe de Barretos vem com um time jovem e com objetivo de tentar se classificar para os playoffs. As americanas Richa Jackson e Chloe Wells serão responsáveis por dar um toque de genialidade a essa equipe, que se chegar aos playoffs, pode comemorar. Fiquem de olho no garrafão dessa equipe: Joyce, 17 anos e 1,89m, Bárbara, 23 anos  e 1,86m,  e Maria Carolina 20 anos e 1,90m, Tem boa altura e podem se destacar nesse campeonato e brilhar no futuro.

Basketball Santo André/APABA- SP: Lutei para achar informações do Santo andré, mas tá meio difícil, mas a equipe de Santo André é experiente na competição e comandada pela técnica Laís Elena, pode ter certeza que Santo André se garante nos playoffs e quem sabe, belisca uma vaga na Semi-final. Tássia, armadora que foi aos jogos olímpicos de Londres, busca se reafirmar como grande promessa do basquete, algo que não aconteceu nos últimos dois anos. olho nela!

Basquete Jaraguá-SC: Esse é caçulinha do campeonato literalmente. A jogadora mais velha do time, é a pivô Aline, de 24 anos! E no elenco, o Jaraguá tem ainda uma menina de 16, e outra 15 anos. é um time bem jovem que busca experiência para próximas competições. Se for aos playoffs, será um grande feito pelas meninas. Olho na ala Isabela Sangalli, de 19 anos, cria de Americana, que busca mais tempo de jogo em Jaraguá.

Brasília/Vizinhança-DF: O Brasília no último LBF ficou conhecida como o saco de pancadas da competição, algo que chegou a ser criticado por Brasília ter montado um time tão fraco. Mas nessa temporada, parece que as coisas serão diferentes. E par aisso se reforçou com a pivô Fran, e experiente ala Micaela. Não veremos uma super evolução, mas disputar os playoffs parece ser um objetivo plausível para as brasilienses.

Maranhão Basquete-MA: A equipe maranhense busca dessa vez dar o passo necessário para conquistar o título desse LBF. Para isso, manteve a cestinha Iziane, contratou a experiente pivô Ega, tirou da aposentadoria a ala Wivian e contratou a americana Matte Avajon e a cubana Oyanasis González. González, Avajon e Iziane prometem fazer um trio explosivo para o Maranhão deixar de ficar pela semifinal do LBF

São José/Colinas Shopping-SP: O time de São José dos Campos vem para esse LBF com um dos melhores elencos nos últimos anos da equipe. Como armadoras, tem as jovens Débora e Patty, além da uruguaia Maria Victoria; As alas Isabela Ramona, Joice Coelho; As Pivôs Fabi e a cubana Yakelin Plutin. As joseenses tem tudo para fazer uma boa campanha e chegar ao menos na semi-final, com essa leva de jovens valores doidas pra brilhar em nível nacional.

Sport Recife-PE: O Sport Recife não é mais aquele bicho papão do LBF. Após inesperado vice campeonato, o time se reformulou totalmente. ainda em busca de jogadoras para o Leão, o elenco não está fechado, mas já tem como principais nomes a armadora Bethânia e as alas Luana e Taís, além do trio de americanas Erica Wheeler, Brandie Baker e Toluani Omotola. Deve disputar os playoffs, mas acho dificil que consigam alcançar uma semi-final

Top Therm/Grupo Leonardi/Sicredi/Unimed/ Presidente Venceslau-SP: E Presidente Venceslau estreia com seu pequeno nome (que bom que tem bons patrocinadores) esperando fazer o mesmo que fez no campeonato paulista, surpreender e chegar à final. Isso seria um pouco demais, para esse time, mas ficar entre os cinco primeiros pode ser um objetivo mais palpável. Olho na armadora Natália e em Mariana Camargo, bons destaque desse time treinado por Flávio Prado.

Uninassau/América-PE: A reformulação do Sport Recife acabou criando uma nova equipe em Pernambuco, o América. E a equipe pernambucana nasce com status de favorita, na armação, Adrianinha e Tainá Paixão, nas alas Tati Pacheco, e as americanas YvonneYoung e Tiffany Heyes, e no garrafão, Nádia Colhado e Érika. Um time com esses valores fica difícil não ser favorito ao titulo. americana que se cuide!

Nenhum comentário:

Postar um comentário