Brasil se prepara para disputar Mundial de Hóquei Inline com jogadores da seleção de gelo - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Brasil se prepara para disputar Mundial de Hóquei Inline com jogadores da seleção de gelo

Compartilhe
Divulgação/CBDG

Depois de quatro anos sem disputar o Mundial de Hóquei Inline da IIHL (Federação Internacional de Hóquei no Gelo), em 2014 o Brasil volta as quadras para enfrentar as melhores seleções do mundo. A modalidade Inline, para quem não conhece, é disputada sobre rodas, mas é organizada pela IIHL porque muitos países com potencial de jogo, como o Brasil, não possuem rinques para disputar a modalidade no gelo.

Jogadores que disputam ligas profissionais de Hóquei no Gelo, como  Ales Hemsky, do Ottawa Senators, da NHL (Liga Canadense e Norte-Americana) e Thomas Greillinges, do ERC Ingolstadt, atual campeão da DEL (Liga Alemã), participam do Mundial Inline com suas respectivas seleções. Mesmo com um alto nível de jogo, o Brasil se manteve por dez anos entre as dez melhores seleções do mundo no Inline, vencendo, inclusive, o Mundial Inline de 2007, organizado pela Federação Internacional de Roller Sports (FIRS).

Neste ano a competição acontece de 1º à 7 de junho na Cez Arena de Pardubice, na República Tcheca. O Brasil está no grupo B da Divisão I, juntamente com Áustria, Hungria e Japão. No grupo A se encontram Eslovênia, Austrália, Croácia e Letônia. Depois dos confrontos dentro das chaves, os dois primeiros de cada se enfrentam em forma de “X” (1ºA x 2ºB – 1ºB x 2ºA). Os vencedores das semifinais se encontram na grande final, que vale vaga para a Top Division de 2015, torneio com as melhores seleções do mundo (Estados Unidos, Eslováquia, República Tcheca, Grã Bretanha, Suiça, Canadá, Alemanha e Finlândia)

Toda essa preparação é feita para que, em um futuro próximo, os nossos jogadores estejam competindo o Mundial no gelo.  “Estamos nos preparando para que, assim que a primeira quadra olímpica de gelo do Brasil seja instalada, a seleção de Hóquei Inline migre para o gelo. Seguiremos uma rotina diária de treinamento. Somente assim temos a certeza que seremos competitivos no pré-olímpico seguinte”, finalizou Alexandre Capelle, responsável técnico do Hóquei Brasileiro.

Maurício Martins - Assessoria de Imprensa CBDG

Nenhum comentário:

Postar um comentário