Vladimir Putin proíbe 'reuniões, comícios, manifestações, passeatas e piquetes "em torno das Olimpíadas

Foto: Getty Images

O presidente russo Vladimir Putin assinou um decreto que proíbe reuniões públicas, entre outras medidas de contenção de segurança, em um período de dois meses e meio que inclui os Olímpicos de Sochi, em fevereiro.

O Rossiyskaya Gazeta, um jornal oficial do governo russo, publicou o decreto na última semana. Todas as "reuniões, comícios, manifestações, passeatas e piquetes" que não fazem parte dos Jogos Olímpicos ou Paralímpicos serão proibidos em Sochi do dia 7 de janeiro a 21 de março, consta no decreto.

O governo russo enviou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional na quinta-feira dizendo que não vai cometer discriminações nos Jogos Olímpicos e ao mesmo tempo defenderá suas leis.

O presidente do COI, Jacques Rogge, foi questionado na Organização das Nações Unidas, em Nova York na sexta-feira, sobre sua satisfação com o que tem sido dito sobre a legislação da Rússia.

"Recebemos fortes garantias orais, mas também escritas de que não haverá discriminação às pessoas que vão participar dos Jogos em Sochi", disse ele a repórteres. "Vamos informar todos os Comitês Olímpicos Nacionais e os atletas que querem ter clareza de que estamos sendo confortado pelo fato de que a Federação Russa compromete-se a respeitar a Carta Olímpica."

Fonte: NBC

0 Comentários