Estado vai recorrer de decisão de juíza que mantém Júlio Delamare aberto - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Estado vai recorrer de decisão de juíza que mantém Júlio Delamare aberto

Compartilhe
Foto: Divulgação
A Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro (PGE-RJ) anunciou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai recorrer da decisão tomada pela juíza Gisele Guida de Faria, da 9ª Vara de Fazenda Pública, que mantém o Parque Aquático Júlio Delamare em funcionamento apenas para os atletas da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

De acordo com a ata da audiência especial convocada pela magistrada na sexta-feira, as bilheterias antigas - que começaram a ir ao chão no último dia 17 - e o Centro de Treinamento de Saltos Ornamentais Carlos Arhtur Nuzman deverão ser demolidos por conta de uma demanda da Fifa para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo, já que a Rua Mata Machado terá de ser alargada e servirá como uma via de escoamento do público nos eventos esportivos.

Outra decisão da juíza beneficia os saltos ornamentais. Por conta da demolição do antigo centro de treinamento, um novo e provisório terá de ser construído pelo Estado para possibilitar aos atletas a continuidade do treinamento ao "ar livre, coberto por uma lona, nos moldes e metragem daquele que se encontra instalado na antiga bilheteria". O prazo é de até 20 dias corridos da data do fim da Copa das Confederações, no dia 5 de julho de 2013. O perito que esteve em uma inspeção no local na última quinta-feira estimou o valor em R$ 200 mil.

Segundo a ata da audiência de sexta-feira, no local onde ficam as antigas bilheterias e o Centro de Treinamento de Saltos Ornamentais Carlos Arthur Nuzman será colocado um tapume para separar o acesso do Maracanã ao Júlio Delamare. O funcionamento do Parque Aquático só será suspenso temporariamente por conta dos dois eventos da Fifa. Na ocasião, o presidente da CBDA, Coaracy Nunes, chegou a dizer que a decisão da juíza foi uma vitória da entidade.

- Eu achei ótimo. Uma coisa maravilhosa. Isso era um grande objetivo nosso. Reocupamos o Maracanã de alguma maneira. Tínhamos dois grandes objetivos: primeiro, era impedir a demolição, que alcançamos hoje. Segundo, o treinamento para os saltos ornamentais - relatou o dirigente ao GLOBOESPORTE.COM.

Com a decisão da juíza de restringir o funcionamento do Parque Aquático Júlio Delamare aos atletas da CBDA, cerca de dez mil crianças, ídosos e deficientes que fazem natação no local ficarão sem aulas. De acordo com a Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro (Suderj), os alunos seriam remanejados para clubes da região. O América seria o primeiro deles. Entretanto, na segunda-feira da semana passada, muitos chegaram ao clube para as aulas, mas o América alegou não ter sido informado.

Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário