Dois cavaleiros do Catar classificados para Tóquio 2020 testam positivo para cannabis


O sheik Ali al-Thani e Bassem Mohammed testaram positivo para Carboxy-THC, um dos metabólitos da cannabis, informou a Federação Internacional de Equitação (FEI). A dupla fez parte da seleção do Catar que conseguiu a vaga para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 no torneio qualificatório da África e Oriente Médio, disputado em Rabat (Marrocos) em outubro de 2019.

Al Thani foi o porta-bandeira do Qatar na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. O sheik e seu cavalo First Division ficaram em sexto lugar em uma rodada final de salto na categoria individual. Os dois também competiram no salto em equipe terminando na nona colocação.

Apesar de terem sua participação em Tóquio 2020 de certo modo comprometida, os atletas ainda não foram suspensos provisoriamente A Carboxy-THC é uma "Substância Especificada'' proibida em competição de acordo com a Lista Proibida pela Agência Mundial Antidopagem (WADA) de 2019.

A FEI explicou que uma "Substância Especificada" é “mais provável de ter sido consumida por um atleta para outro propósito que não o aprimoramento do desempenho esportivo". Segundo a federação, "casos positivos envolvendo substâncias especificadas podem ser tratados com um maior grau de flexibilidade dentro da estrutura dos regulamentos da FEI".

Foto: John Locher/Associated Press

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes