Em preparação para sediar os Jogos Olímpicos, o Japão cria novo imposto: "Sayonara"

Qualquer pessoa que esteja comprando passagens aéreas ou de cruzeiro tendo o Japão como um de seus destinos pode ter notado recentemente uma nova cobrança nas taxas de transporte. Na semana passada, o governo japonês instituiu seu primeiro novo imposto permanente desde 1992, já que o imposto de embarque entrou em vigor.

Aplicando aos viajantes que partem dos aeroportos e terminais de cruzeiros do Japão, a taxa de 1000 ienes japoneses, também denominada 'imposto Sayonara', é de cerca de 9 dólares por pessoa. O imposto aplica-se a qualquer pessoa com mais de 2 anos de idade, independentemente da nacionalidade.

As únicas exceções são concedidas a qualquer pessoa que entrar no país por causa de "circunstâncias inevitáveis", como desvios de vôo e mau tempo, juntamente com quem viaja para o país por menos de 24 horas.

De acordo com o jornal Japan Times, o governo japonês disse que o imposto visa financiar "um ambiente turístico mais confortável e livre de estresse".

O governo planeja gastar as receitas geradas pelo imposto sobre a introdução de mais reconhecimento facial em aeroportos e portos marítimos, além de disponibilizar mais informações em vários idiomas em propriedades culturais e parques nacionais. 

As nações da Austrália, China, Costa Rica, Líbano, México e Suécia já possuem suas próprias taxas de embarque, de modo que este não é um conceito único apenas para a nação anfitriã dos Jogos Olímpicos de Verão do ano que vem.

Foto: Divulgação


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes