Últimas Notícias

Chile ganha o Pré-Olímpico da América do Sul de Vôlei de Praia masculino

Chile ganha o Pré-Olímpico da América do Sul de Vôlei de Praia masculino
Foto: Divulgação/CSV


O Chile ganhou no domingo (23) o Pré-Olímpico da América do Sul de Vôlei de Praia masculino, que foi disputado em Iquique (CHI).

A disputa contou com seis países: Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolivia e Equador. Argentinos e chilenos entraram apenas nas semifinais. Os vencedores das semifinais disputaram a final e a única vaga em jogo para Paris 2024.

Nas quartas de final, o Paraguai eliminou a Bolívia por 3x0, enquanto o Equador fez o mesmo placar no Uruguai.

Na fase semifinal, o Chile passou pelo Paraguai por 3x0, enquanto a Argentina superou o Equador também por 3x0.

A final foi disputada entre argentinos e chilenos, em melhor de quatro jogos e em caso de empate, um golden set.

A Argentina fez 1x0, com Mauro Bueno/Bautista Ameiva superando M. Grimalt/E. Grimalt por 2x0 (19/21 e 17/21).

O Chile empatou com Noé Aravena/Vicente Droguett (CHI 2) fazendo 2x0 (24/22 e 21/19) em Nicolas e Tomas Capogrosso (ARG).

Os chilenos passaram a frente, com M. Grimalt/E. Grimalt batendo Nicolas/Tomas Capogrosso por 2x0 (21/16 e 21/9), mas os argentinos empataram com Noé Aravena/Vicente Droguett perdendo para Mauro Bueno/Bautista Ameiva por 2x0 (19/21 e 17/21), decretando a igualdade em 2x2.

No golden set, Marco e Esteban Grimalt enfrentaram Mauro Bueno e Bautista Ameiva, ganhando por 15/11 e fechando o placar em 3x2 para o Chile, que conseguiu a vaga em Paris.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar