Últimas Notícias

Femke Bol se redime e dá o ouro dos 4x400m feminino aos Países Baixos no Mundial de Atletismo; EUA fica no topo do quadro de medalhas

Bol cruza a linha de chegada nos 4x400m feminino
Foto: Reprodução/X European Athletics


Após a queda na prova dos 4x400m mistos, a neerlandesa Femke Bol se redimiu e deu o ouro aos Países Baixos nos 4x400m feminino do Mundial de Atletismo, encerrado neste domingo (27) em Budapeste (HUN).

Encerrando o Mundial, os Países Baixos estavam em terceiro até a reta final da prova, e Bol acelerou e passou as atletas de Jamaica e Grã-Bretanha e ganhou a prova, com o tempo de 3:20.72. As jamaicanas ficaram com o  prata e as britânicas com o bronze.

Nos 5000m masculino, a vitória foi do norueguês Jakob Ingebrigtsen, com o tempo de 13:11.30, seguido pelo espanhol Mohamed Katir e pelo queniano Jakob Krop.

Já nos 800m feminino, a queniana Mary Moraa ficou com o ouro, com a marca de de 1:56.03. A britânica Keely Hodgkinson foi a segunda colocada e a estadunidense Athing Mu terminou em terceiro.

A bareinita Winfred Yavi foi a campeã dos 3000m com obstáculos, com o tempo de 8:54.20. Em segundo lugar ficou a queniana Beatrice Chepkoech e em terceiro a também queniana Faith Cherotich.

Os Estados Unidos foram os vencedores do 4x400m masculino, com 2:57.31. A França terminou em segundo e a Grã-Bretanha em terceiro.

No lançamento de dardo masculino, Neeraj Chopra, da Índia, com 88.17m. Em segundo ficou o paquistanês Arshad Nadeem e em terceiro o tcheco Jakub Vadlejch.

O salto em altura feminino foi vencido pela ucraniana Yaroslava Mahuchikh, com 2.01m. A Austrália fez a dobradinha de prata e bronze. Eleanor Patterson foi segunda e Nicola Olyslagers.

Estados Unidos terminam no topo do quadro de medalhas

Os Estados Unidos terminaram o Mundial no topo do quadro de medalhas, com 12 ouros, 8 pratas e 9 bronzes. O destaque foi para Noah Lyles, com três ouros (100m, 200m e 4x100m).

O Canadá surpreendeu e ficou em segundo com quatro ouros (10 no total). 

Espanha quatro ouros (5 no total), Jamaica (12 medalhas) e Quênia (10 medalhas) fecharam com três ouros.

O Brasil foi o 39º, com um bronze, na Marcha Atlética de 20km por Caio Bonfim.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar