Últimas Notícias

Filipe Vieira é campeão mundial do C1 500m sub-23

No centro, com a blusa verde-limão do Brasil, Filipe Vieira, negro com cabelo preto está com a medalha de ouro no peito. No seu lado esquerdo está o tcheco medalha de prata e a sua direita, o italiano medalha de bronze
Pódio do C1 500m sub-23 (Foto: Reprodução)

O canoísta brasileiro Filipe Vieira foi campeão mundial sub-23 da prova do C1 500m neste domingo (9), no Campeonato Mundial Júnior e Sub-23 de canoagem velocidade, em Auronzo, na Itália. Ele fez uma ótima prova e venceu com uma pequena folga.

Filipe já havia flertado com medalha no C2 1000m no sábado e hoje, com uma pequena vantagem, chegou na primeira colocação e levou o título mundial, quase um segundo na frente do tcheco Jiri Minarik. O bronze foi do italiano Gabriele Casadei.

Veja como foi a prova:



Essa foi a única medalha brasileira na competição e na mesma prova na qual Isaquias Queiroz é tetracampeão mundial.

Gabriel Nascimento também competiu neste último dia de Mundial e foi o quinto colocado na final do C1 500m da categoria júnior. Ele acabou não chegando próximo dos três primeiros durante a prova. O ouro foi de Marco Tontodonati (ITA), a prata de Istvan Juhasz (HUN) e o bronze de Mihail Culceac (MDA).

Na prova feminina júnior dos 200m, Giovana Bento foi apenas a sétima colocada, a quase 3s da primeira colocada, Agnes Kiss (HUN). Giovana foi a única mulher na delegação. 

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar