Últimas Notícias

Decisão sobre cirurgia no joelho de Alison dos Santos sairá nesta sexta

Alison dos Santos segurando o troféu e sorrindo em comemoraçãoFoto: Reuters / Arnd Wiegmann

 

O medalhista olímpico Alison dos Santos, o Piu, campeão mundial e da Diamond League nos 400m com barreiras, marcará nesta sexta-feira (10) a data para sua artroscopia, depois de ter sofrido uma lesão no menisco lateral do joelho direito, após um treino, no início da semana. A tendência é que Piu, de 22 anos, faça a intervenção já na semana que vem.

 

A consulta desta sexta indicará o procedimento a ser seguido, com a tendência de que se escolha pela sutura, em que o menisco passará uma espécie de “fixação” em seu lugar novamente. A escolha reflete a condição de jovem atleta, do brasileiro, que ainda espera competir em alto nível por um longo tempo. Alison terá acompanhamento do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) durante o tratamento e a recuperação.

 

Em reportagem do site O Globo, o mestre em ortopedia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Leonardo Metsavaht, explica que esta lesão é conhecida como "alça de balde". Trata-se de uma lesão traumática do menisco (não é um desgaste). Ela se caracteriza por uma rotura, um rasgo longitudinal, em que esta parte interna do menisco se desloca, virando para o lado contrário, como o movimento de uma alça de balde. Ele diz que o paciente fica com o joelho travado e não consegue mais dobrá-lo (Piu está usando muletas).

 

- É preciso colocar esta parte do menisco no lugar. E as opções são a sutura ou a retirada desta parte que se deslocou. Pensando a longo prazo, a sutura é a melhor opção porque se preserva o menisco. A média que observo é que este prazo (para o retorno) demora entre três a seis meses. É preciso ver se o movimento está corrigido - explica Metsavaht.

 

O ortopedista ainda observou que na cirurgia, a parte que se deslocou é costurada no seu lugar e haverá uma cicatrização, porém nem sempre isso é possível. Se foi um rasgo complexo e irreparável, o cirurgião é obrigado a retirar esta parte do menisco. Só se sabe na hora, durante a cirurgia.

 

Outra opção seria retirar parte do menisco, em que o paciente tem um aumento de sobrecarga articular, perde parte da estabilidade e amortecimento. Mas, a volta aos exercícios é mais rápida, em poucas semanas. No caso da sutura, o retorno pode acontecer em até seis meses.

 

Ao definir pela sutura, Alison deve perder o Campeonato Mundial, que será realizada em agosto e é a competição mais importante deste ano, no entanto a busca é por estar em melhor forma nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

 

Nesta semana, Alison dos Santos recebeu o Prêmio Brasil Olímpico, em eleição organizada pelo COB, em que Piu foi eleito o melhor atleta do país no ano de 2022.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar