Últimas Notícias

WTA quer encontro com a tenista chinesa Peng Shuai em conversa privada

Reprodução: www.lefigaro.fr

 

A WTA (Associação de Tênis Feminino) pediu às autoridades chinesas que concedam permissão para que possam falar “em privado” com a tenista Peng Shuai antes de um possível regresso ao circuito de tênis na China.

 

O pedido da WTA seria para “se encontrar em particular com Peng e discutir sua situação”, de acordo com o comunicado da entidade. “Recebemos a confirmação de que Peng está segura e confortável, mas ainda não a reencontramos pessoalmente”, continua o texto da associação.

 

Peng Shuai, que completa 37 anos em 8 de janeiro e agora está aposentada, foi vencedora de duplas de Wimbledon e do Aberto da França. Ela esteve desaparecida por quase três semanas em 2022 depois de acusar o ex-vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, 40 anos mais velho que ela, de sexo "forçado" durante um relacionamento que durou vários anos.

 

Durante os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim em 2022, o presidente do COI, Thomas Bach, e jornalistas do diário esportivo francês L'Equipe puderam falar com a jogadora mas a tenista estava acompanhada durante todo o tempo. Vídeos mostrando-a em público na China também não foram suficientes para dissipar as dúvidas sobre sua segurança e liberdade de movimento e expressão.

 

O comunicado de imprensa da WTA nesta quarta-feira (04) indica que a entidade segue firme em sua posição, continua a pensar em Peng Shuai e em uma forma de trabalhar numa resolução do caso.

 

“Sempre dissemos que esperamos poder retomar os torneios WTA na região, mas não abriremos mão de nossos princípios fundamentais para isso”, insiste o texto. Em setembro passado, a WTA anunciou "de acordo com um contrato de longo prazo" que o circuito provavelmente retornaria à China em 2023, mas não com o estado atual do caso Peng Shuai.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar