Últimas Notícias

World Athletics ratifica recorde mundial da Maratona de Berlim

Foto: Athletics Weekly


A World Athletics, órgão regulador internacional do atletismo, ratificou o recorde mundial da Maratona de Berlim estabelecido por Eliud Kipchoge, com um tempo de 2 horas 01min 09seg, em 25 de setembro do ano passado. O desempenho do bicampeão olímpico do Quênia, de 38 anos, tirou 30 segundos da marca anterior que ele havia estabelecido na mesma cidade em 2018.

 

Foram ratificados pela World Athletics ainda os recordes mundiais sub-20 estabelecidos no ano passado pelo velocista dos 100 metros de Botswana, Letsile Tebogo, que marcou 9s91seg, e pela equipe jamaicana feminina de 4x100m, que correu 42s59, com ambas as apresentações no Mundial Sub-20 de Atletismo, disputada ano passado em Cali, na Colômbia.

 

Kipchoge alcançou a metade da prova em Berlim em 59min 50s – idêntico à sua metade da prova quando fez uma corrida de menos de duas horas em uma corrida não oficial em Viena, três anos atrás. Seu ritmo começou a cair a partir de então, mas ele ainda estava confortavelmente na prova e registrou o oitavo recorde mundial consecutivo da maratona masculina a ser estabelecido em Berlim.

 

"Estou muito feliz por ter quebrado o recorde mundial. Eu queria correr o primeiro tempo mais rápido mesmo assim após 38km eu sabia que seria capaz de quebrar o recorde mundial", disse Kipchoge, falando logo após a corrida.

 

O recorde de Letsile Tebogo, de Botswana, veio quando ele fez uma defesa bem-sucedida de seu título de 100m em Cali. Ele quebrou o recorde do campeonato ao vencer a final em 9,91 (0,8m/s). Seu tempo de vitória tirou 0,03 do recorde mundial sub-20 que ele mesmo havia estabelecido em Eugene, no dia 15 de julho de 2022 no Mundial de Atletismo Oregon22.

 

Apenas três dias depois, outro recorde mundial sub-20 caiu no campeonato mundial em Eugene, o quarteto jamaicano de Serena Cole, Tina Clayton, Kerrica Hill e Tia Clayton conquistou o título feminino de 4x100m em 42,59. Isso tirou 0,35 do recorde anterior que o mesmo quarteto havia alcançado em 22 de agosto de 2021 no Campeonato Mundial Sub-20 em Nairóbi.

 

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar