Últimas Notícias

Centro de Treinamento Paralímpico sedia Grand Prix de futebol de cegos em maio

Foto: Marcello Zambrana/XPB



O Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, sediará a próxima edição do Grand Prix de futebol de cegos da IBSA (sigla em inglês para Federação Internacional de Esportes para Cegos), entre os dias 23 e 27 de maio de 2023.
Será a quinta edição do torneio e a primeira na América do Sul – México, em 2022, e Japão, em 2021, 2019 e 2018, foram as sedes das edições anteriores Oito países, que ainda não foram definidos, vão participar da competição.

"O Brasil, como país mais vitorioso da história do futebol de cegos, terá o prazer de sediar este tradicional evento da IBSA em 2023. Vai ser um torneio do mais alto nível, dentro e fora de campo", disse o presidente da CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais), José Antônio Freire, ex-atleta da modalidade.

Será a segunda participação consecutiva da Seleção Brasileira. Logo na estreia, no ano passado, foi campeão na edição que aconteceu em Puebla, no México.

Na campanha em 2022, ganhou da Índia (4 x 0), Costa Rica (7 x 0) e México (5 x 0) e encerrou a fase de grupos perdendo da Argentina (1 x 0).

Na final, deu o troco na Argentina, que foi tricampeã nas edições sem a presença do Brasil, com a vitória nos pênaltis (3 x 2), após empate sem gols no tempo normal.

Vale lembrar que este ano reserva, ainda, os dois torneios classificatórios pelos quais a Seleção buscará vaga nos Jogos Paralímpicos de Paris 2024: o Parapan-Americano, em Santiago, no Chile, em novembro, e a Copa do Mundo, em Birmingham, na Inglaterra, em agosto – inserida dentro dos Jogos Mundiais da IBSA.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar