Últimas Notícias

Atletas do Brasil terão ano de desafios em 2023

Foto: Divulgação



O ano de 2023 será repleto de desafios para os atletas do Brasil. E o COB já se prepara para fazer a melhor operação possível nas quatro grandes missões que terá até dezembro.

A primeira delas será em maio, para a disputa dos Jogos Sul-americanos de Praia, em Santa Marta, na Colômbia. Além da luta para dominar o continente nos esportes de areia, os atletas do Time Brasil também tentarão vagas para os Jogos Mundiais de Praia, em Bali na Indonésia.

Será essa a segunda grande missão do Time Brasil em 2022, abrindo os trabalhos de um segundo semestre recheado de competições. O país promete levar o que tem de melhor em busca das medalhas em esportes tradicionais, como natação em águas abertas, futebol de areia, surf, entre outras, mas também nas modalidades emergentes e não tão conhecidas, como tênis de areia, handebol de areia, wrestling de areia, entre outras.

E assim que acabar a competição na Indonésia, o COB já estará com todas as suas atenções voltadas para o evento 100% idealizado e promovido pela entidade: os Jogos da Juventude. A cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, receberá no início de setembro milhares de jovens de todo o Brasil, representando seus estados em busca de medalhas.

E para finalizar o ano, vem o maior desafio esportivo para o Time Brasil: os Jogos Pan-americanos, em Santiago. O objetivo de toda a equipe será melhorar a incrível campanha de 2019, quando ficou na segunda posição no quadro de medalhas, mas também conseguir o maior número possível de classificações para os Paris 2024.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar