Homens nas equipes? Novo sistema de pontuação? FINA propõe mudanças para tornar Nado Artístico mais atrativo

Equipe brasileira de Nado Artístico se apresenta no Mundial de Budapeste (Foto: Divulgação/FINA)

Foi aprovada por uma comissão da FINA uma mudança importante no sistema de pontuação do Nado Artístico. Segundo o site especializado Inside the Games, o objetivo da ação é tornar a modalidade mais atrativa e melhor compreendida pelo público.

Esta é uma reivindicação antiga do Comitê Olímpico Internacional, que considera a disputa inacessível e previsível para o público, com poucas estratégias e reviravoltas. Para uma constatação, em nenhuma prova disputada no Mundial de Budapeste houve alternância de posições das equipes entre as fases preliminares e finais.

Uma das principais mudanças propostas é a diminuição do número de juízes (15 para 10) e dar peso igual entre a parte propriamente artística das apresentações e a execução de movimentos obrigatórios.

Outro desejo do COI é o ingresso de dois homens nas equipes, para que a prova se torne mista. Após insucesso da proposta para os Jogos de Tóquio 2020, tal alteração só seria possível para edições após os Jogos de Paris 2024.

As modificações precisam ser aprovadas em Congresso Técnico da FINA para entrar em vigor.

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top