Brasil termina Grand Prix Internacional de Boxe com 100% de aproveitamento



Após três dias de mais de 60 lutas entre atletas de Brasil, México, Argentina, Equador, Panamá, Colômbia e Paraguai, se encerraram as emoções do Grand Prix internacional de boxe realizado no no velódromo do Parque Olímpico do Rio de Janeiro. A equipe brasileira foi impecável na competição, com todos os nossos atletas conquistando o cinturão de campeão do torneio.


"A gente veio de um campeonato brasileiro muito forte, e apesar do cansaço de competir em duas semanas seguidas, os atletas entenderam a magnitude de um evento com essa estrutura e mostramos que temos uma seleção muito forte e com ótimos boxeadores. Agora é dar um pouco de descanso para essa equipe, e depois se preparar para o próximo evento." Disse Mateus Alves, Técnico da seleção brasileira de boxe para o Surto Olímpico


No domingo (17), todos os brasileiros venceram seus duelos, onze por decisão unânime dos juízes -  Caroline 'Naka' Almeida (50kg), Tatiana Chagas (54kg), Jucielen Romeu (57kg), Beatriz Ferreira (60kg) e Bárbara Santos (66kg) no feminino e Ruan 'Popózinho' Pablo (51kg), Douglas Andrade (57kg), Wanderson 'Sugar' Oliveira (71kg), Wanderley 'Holfield' Pereira (80kg), Keno Marley (92kg) e Abner Teixeira (+92kg) no masculino - e  dois por nocaute no primeiro round - Flávia Figueiredo (75kg) no feminino e Yuri Falcão (81kg), sobrinho dos medalhistas olímpicos Esquiva e Yamaguchi Falcão, no masculino.


A seleção de boxe olímpico volta a competir em 11 de setembro, no desafio Brasil x Argentina de boxe, em Foz do Iguaçu-PR.


Foto: Luiz Gaspar/CBBoxe





Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top