África do Sul supera Marrocos e conquista título inédito da Copa das Nações Africanas Feminina

 

Reprodução: Twitter @CAFwomen


A seleção da África do Sul superou a anfitriã do torneio, Marrocos, com uma vitória por 2 a 1 e se consagrou como a campeã da Copa das Nações Africanas Femininas 2022. Diante de mais um grande público, as sul-africanas seguraram a pressão inicial das marroquinas e chegaram ao título inédito, que havia escapado nas outras quatro finais disputadas.


A seleção de Marrocos, empurrada pelo público presente, tentou pressionar a África do Sul desde o início da partida mas a seleção sul-africana usou a experiência em finais para esfriar a partida e aos poucos tomar conta do jogo. O primeiro tempo ficou zerado com leve domínio das sul-africanas. No segundo tempo brilhou a estrela de Hildah Magaia, que marcou os dois gols da seleção da África do Sul na partida. Marrocos descontou na sequência e mesmo com toda pressão da torcida, que usava um tipo de laser verdes no rosto das sul-africanas, não conseguiram o empate, persistindo o 2 a 1 e a África do Sul vitoriosa na grande final.


A edição histórica da Copa das Nações Africanas Femininas 2022 garantiu quatro vagas diretas para a Copa do Mundo Feminina a ser realizada em 2023. Além da África do Sul e Marrocos, que disputaram a grande decisão, também Zâmbia e Nigéria que disputaram o terceiro lugar, asseguraram a vaga direta. Com um gol de Evarine Katongo ainda no primeiro tempo, a seleção de Zâmbia assegurou a vitória e conquistou a medalha de bronze da competição.


A Copa das Nações Africanas 2022 também garantiu duas vagas na repescagem intercontinental a ser realizada em fevereiro próximo. A seleção de Camarões, que derrotou Botsuana por 1 a 0 ficou com uma das vagas e Senegal, que venceu nas penalidades (4-2) a seleção da Tunísia após empate em 0 a 0 no tempo normal, ficou com a outra vaga no torneio classificatório para o Mundial.

 

A competição deste ano ficará marcada pelos bons públicos presentes, principalmente nos jogos que envolviam a seleção de Marrocos, sede da competição, mas também pelo aumento do interesse no futebol feminino do continente africano.

 

 


Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top