Ymanitu Silva avança à final de duplas no tênis em cadeira de rodas em Roland Garros


O catarinense Ymanitu Silva, 11º do ranking mundial na categoria quad (para atletas com limitações nos membros superiores) do tênis em cadeira de rodas, classificou-se para a final de duplas em Roland Garros na quarta-feira, 1º de junho.

Ymanitu e o australiano Heath Davidson superaram o britânico Andy Lapthorne e o norte-americano David Wagner por 2 sets a 1: 1/6, 6/4 e 10-8.

Na decisão, eles vão enfrentar os vencedores do duelo entre os holandeses Sam Schrodes e Niels Vink contra o sul-africano Donald Ramphaldi e o japonês Koji Sugeno. A data da final ainda não foi definida

"A semifinal de duplas foi muito emocionante. Saímos de um primeiro set com eles em um nível muito alto. Já no segundo, fiquei bem feliz, pois eles fizeram o jogo todo em cima de mim, consegui segurar bem e crescemos no match tie-break. Poder participar de uma final de Roland Garros é um marco para o Brasil e para minha carreira", disse Ymanitu.

Eliminação na chave de simples


Já na disputa de simples, o catarinense foi eliminado pelo norte-americano David Wagner, quarto do mundo, por 2 sets 1: 6/1, 3/6 e 6/4. O jogo teve 1h57min de duração.

"Fiquei triste, pois escapou a vitória das minhas mãos. Por outro lado, fiquei satisfeito com o meu rendimento. Cada partida é uma história. Não é porque tinha vencido duas vezes antes que venceria hoje. Hoje, foi o dia dele", finalizou Ymanitu, que participa pela segunda vez do Grand Slam francês.

Foto: Divulgação

Postar um comentário

To Top