Sem medalhas, dia do Brasil no Mundial tem novas finais e desclassificação inesperada na Natação

Medalhista de bronze nesta edição, Guilherme Costa vai disputar final dos 800m (Foto: Divulgação/CBDA)

O Brasil teve uma mescla de bons resultados e frustrações no Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste. Nesta segunda (20), dois brasileiros passaram para as finais na natação, enquanto um dos favoritos foi desclassificado.

O Surto traz um resumo da participação brasileira no terceiro dia de disputas:

Natação

Brasileiras em final histórica

Fazendo história, Viviane Jungblut e Beatriz Dizotti entraram juntas na final dos 1500m. Batendo o recorde brasileiro, Beatriz ficou na 6ª colocação com o tempo de 16:05.25, ficando a menos de dois segundos da medalhista olímpica Simone Quadarella, da Itália. Viviane, chegou logo depois e fechou em 7ª com 16:13.89.

Pela primeira vez duas brasileiras disputaram uma mesma final em Mundiais.

Guilherme Costa em mais uma final

Depois de levar o bronze nos 1500m, Guilherme Costa garantiu vaga para a final dos 800m, que será disputada nesta terça (21). Com o tempo de 7:46.90, o brasileiro fez o 7º melhor tempo nas baterias.

Felipe França passa e João Gomes desclassificado

Felipe França está na final dos 50m peito, com o tempo de 27.20. Após melhorar em dois centésimos em relação à fase inicial. A prova será disputada nesta terça (21) e o brasileiro sai na raia 8.

Após ter feito o 3º melhor tempo nas eliminatórias na prova, João Gomes Junior foi desqualificado na semifinal nos 50m peito. Um dos favoritos à medalha, o atleta teria feito um movimento ilegal (golfinhada) na chegada. Após a avaliação do vídeo da prova, a Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA) resolveu não entrar com recurso.

Stephanie e Léo de Deus param na semi

Após passar com o 8º tempo nas eliminatórias dos 200m livre, Stephanie Balduccini chegou em 6º na sua semifinal, 12ª no geral e não avançou à final. Com 1:57.54, a brasileira fez sua melhor marca da carreira, a 70 centésimos da vaga.

Leonardo de Deus, nos 200m borboleta, parou na semifinal após uma prova forte. Com 1:56.18, terminando em 14º.

Outro resultado

Matheus Gonche encerrou sua participação nos 200m borboleta com o 33º tempo das eliminatórias, 2:01.65.

Nado Artístico

O dueto misto brasileiro formado por Gabriela Regly e Fabiano Ferreira conquistou o 9º lugar na final da rotina técnica, com 74.8994 pontos. Em Budapeste, o Brasil chegou à terceira final seguida nesta prova. O pódio foi formado por Itália, Japão e China.

A equipe do Brasil de Nado Artístico, conquistou a 9ª posição na final da combinação livre, nesta segunda (20), no Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste. O ouro foi para a Ucrânia (95.0333 pontos), a prata para o Japão (93.5667 pontos) e o bronze para a Itália (92.0333).

Dueto misto e equipe de Nado Artístico do Brasil terminam em 9º no Mundial

Polo Aquático

A seleção brasileira feminina de Polo Aquático estreou com derrota no Mundial. O time perdeu por um placar de 12 a 8 da Nova Zelândia.

Seleção feminina de Polo Aquático estreia com derrota no Mundial

Próximos passos

Nesta segunda (20), teremos mais brasileiros nas piscinas de Budapeste, muitos deles disputando finais. Além da estreia da seleção masculina no Polo Aquático. Confira a programação:

Natação

Valendo Medalha

800m livre (M) - Guilherme Costa

50m peito (M) - Felipe França

Preliminares e semifinais

100m livre (M) - Marcelo Chierighini e Gabriel Santos

200m medley (M) - Caio Pumputis e Vinicius Lanza

200m borboleta (F) - Giovanna Diamante

Revezamento 4x100m medley misto - Brasil

Nado Artístico

Valendo Medalha

Equipes Femininas (Rotina Técnica) - Brasil

Preliminares

Dueto Feminino (Rotina Livre) - Laura Miccuci e Anna Giulia Veloso

Polo Aquático

1ª rodada - Torneio Masculino

Brasil x Geórgia


Postar um comentário

To Top