Paris 2024: confira as modalidades com maiores chances de medalhas pelo Time Brasil





Foto: Reprodução/COB


Depois de obter o melhor desempenho na história do Time Brasil nos Jogos Olímpicos, batendo o recorde de medalhas em uma edição (21) e também terminando na melhor colocação de todos os tempos no quadro de medalhas (12º lugar), as expectativas estão em alta para mais uma boa performance dos brasileiros na Olimpíada de Paris em 2024.

Embora o Comitê Olímpico Brasileiro ainda não tenha anunciado uma previsão ou meta oficial de medalhas para Paris 2024, se o Time Brasil quiser superar seu desempenho em Tóquio, precisará conquistar mais de sete medalhas de ouro, seis medalhas de prata e oito medalhas de bronze.

Espera-se que o Time Brasil conte com uma delegação ainda maior do que enviada a Tóquio, que teve 301 atletas e foi a maior delegação já enviada para uma Olimpíada no exterior. Na Rio 2016, o Brasil teve 465 atletas competindo, já que as regras para classificação olímpica beneficiam países-sede.

Com base no sucesso recente de nossos atletas em seus respectivos esportes, listamos algumas das principais perspectivas de medalhas do Time Brasil abaixo - mas, levando em conta a resiliência tupiniquim, sempre há oportunidades para surpresas.


Judô




Foto: Breno Barros/rededoesporte.gov.br


Com uma história que começou com o bronze de Chiaki Ishii na Olimpíada de 1972 em Munique, e passou por grandes nomes do esporte brasileiro como Aurélio Miguel e Mayra Aguiar (a primeira atleta feminina brasileira a ganhar três medalhas olímpicas em um esporte individual), o judô é uma daquelas modalidades que nos dá quase certeza de medalhas em qualquer edição dos Jogos Olímpicos.

E em Paris 2024, a história deve se repetir. Além de Mayra, que deve disputar sua quarta Olimpíada e segue como uma das grandes favoritas ao pódio na categoria até 78kg, o Time Brasil ainda deve contar com o retorno de Rafaela Silva, campeã olímpica na Rio 2016. No masculino, a esperança de medalha fica com Daniel Cargnin, que conquistou o bronze em Tóquio na categoria até 73kg.


Surfe




Foto: Olivier Morin/AFP


Uma das modalidades que fizeram sua estreia na Olimpíada de Tóquio, o surfe segue como uma das principais esperanças de medalha para o Time Brasil em Paris, especialmente por contar com Ítalo Ferreira, Gabriel Medina e Filipe Toledo, três dos maiores surfistas do circuito mundial.

Depois de conquistar o ouro em Tóquio, Ítalo Ferreira se mantém entre os favoritos ao ouro nos Jogos Olímpicos de 2024. No entanto, a expectativa é de que Gabriel Medina, que terminou o último torneio olímpico na quarta colocação devido a uma decisão extremamente contestável dos juízes, também suba ao pódio em Paris.


Boxe




Foto: Luis Robayo/AFP


O boxe olímpico brasileiro tem uma história riquíssima, que se iniciou com o bronze de Servílio de Oliveira em 1968 na Cidade do México. Mas nos últimos anos, a modalidade tem demonstrado um ótimo desenvolvimento, e vem conquistando resultados expressivos desde a Olimpíada de Londres, quando os irmãos Esquiva e Yamaguchi Falcão conquistaram a prata e o bronze respectivamente.

As apostas para 2024 são Beatriz Ferreira, que conquistou a prata na última Olimpíada e é cotada para subir ao pódio novamente em Paris, Abner Ferreira, bronze na categoria peso pesado em Tóquio, e Hebert Conceição, que em 2020 desafiou as odds em casas de apostas como a Midnite, já que era apontado como azarão diante do campeão mundial Oleksandr Khyzhniak (que tinha cerca de 85% de chances nas probabilidades), e conquistou o segundo ouro da história do boxe olímpico brasileiro.


Skate




Foto: Juan Ignacio Roncoroni/Nitro


Outra modalidade estreante nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o skate também figura entre as principais modalidades do Time Brasil para Paris 2024. Com as três pratas conquistadas em Tóquio por Rayssa Leal, Kelvin Hoefler e Pedro Barros, o skate já se destaca como uma das modalidades mais vitoriosas da história do Brasil nas Olimpíadas.

E, obviamente, a fadinha Rayssa Leal também é a principal aposta para medalhar em Paris. A jovem atleta, que subiu ao pódio em Tóquio com apenas 13 anos de idade, segue entre os principais nomes do circuito mundial de skate e é uma das favoritas na categoria street. Na categoria skate park feminino, Isadora Pacheco, de apenas 16 anos, é vista como uma das maiores promessas do skate brasileiro e também tem boas chances de pódio em 2024. A jornada a Paris começa neste mês, com a realização do Pré-Olímpico de skate street em Roma.


Atletismo




Foto: Wagner do Carmo/CBAt


Uma das modalidades olímpicas mais populares no mundo inteiro, o atletismo também é uma das esperanças de medalha para o Time Brasil em 2024. Honrando a história de atletas como Adhemar Ferreira da Silva, João do Pulo e Maurren Maggi, a equipe brasileira de atletismo chega a Paris com boas chances de pódio.

O principal nome para ficar de olho nos próximos Jogos Olímpicos é Alisson dos Santos, o Piu. O jovem atleta de São Joaquim da Barra conquistou o bronze nos 400m com barreiras em Tóquio com apenas 21 anos, e deve figurar entre os principais candidatos ao pódio em 2024. Além dele, Darlan Romani no arremesso de peso e Thiago Braz no salto com vara são boas apostas para a Olimpíada de Paris.
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top