Gabriel Medina se lesiona em Saquarema e está fora da etapa de Jeffreys Bay

Gabriel Medina está fora da etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul. O surfista sofreu uma lesão de grau 2 para 3 do ligamento colateral medial do joelho esquerdo durante a etapa de Saquarema e não conseguirá se recuperar para a 9ª etapa do campeonato mundial de surfe, que ocorre entre os dias 12 e 21 de julho. 

A lesão ocorreu durante a segunda tentativa de aéreo de Gabriel em bateria contra Callum Robson, válida pelo round eliminatório da Oi Rio Pro. O tricampeão mundial não conseguiu aterrissar e teve um choque de joelho contra sua a prancha. A lesão foi constatada no sábado (25), um dia após o trauma.

Apesar da má notícia, Medina tranquilizou as fãs nas redes sociais, informando que começará a fisioterapia nesta segunda-feira (27) e que o prognóstico inicial é de quatro a seis semanas de recuperação. 

O atual campeão da elite mundial já havia ficado fora da primeira parte da temporada para cuidar da saúde mental. Voltou a competir em G-Land, na Indonésia, onde conseguiu uma 3ª colocação e, em seguida, também teve boa performance em El Salvador. Gabriel buscava classificação para as Finals, competição com os cinco melhores surfistas da temporada que define o campeão. 

Com a queda precoce em Saquarema e a ausência confirmada na África do Sul, Medina não tem mais chances de classificação. No entanto, se ele se recuperar a tempo, poderá participar da etapa do Taiti, que acontece entre 11 e 21 de agosto. 

Gabriel recebeu atendimento médico assim que saiu da bateria

Fotos: WSL/Thiago Diz 

Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024 Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os jogos in loco! Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo. Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!
To Top