Dual Moguls e Skeleton Misto estão entre as novidades para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026, em Milão e Cortina


O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta sexta-feira (24) novidades para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026, que serão realizados em Milão e Cortina d'Ampezzo.

Um total de 23 novos eventos foram sugeridos por cinco das sete federações olímpicas que tem provas de inverno. Um total de oito eventos foram incluídos, um foi removido e um foi substituído. No total, serão 2900 atletas, oito a mais que em Pequim 2022.

Umas das principais novidades é a inclusão do Dual Moguls, parte do esqui estilo livre. Até Pequim 2022 apenas o moguls fazia parte do programa.

Outra novidade é o Large Hill feminino no salto com esqui. Até 2022, as mulheres competiam apenas na Normal Hill. 

O Luge deixará de ter as duplas mistas para ter as duplas femininas e as duplas masculinas. O skeleton, assim, como o luge, terá uma prova mista.

O Esqui-Montanhismo, que fará a sua estreia olímpica, será composto pelo sprint masculino, sprint feminino e revezamento misto.

Já a prova de Esqui Paralelo misto no esqui alpino foi excluída.

Para conferir como ficou o programa final, com as quotas, clique aqui.


Combinado Nórdico sob ameaça de exclusão em 2030


Apesar de ter mantido o seu lugar em 2026, o combinado nórdico está ameaçado de permanecer em 2030. Segundo o COI, as últimas 27 medalhas distribuídas em 2014, 2018 e 2022, foram para apenas quatro comitês: Noruega, Alemanha, Áustria e Japão. 

A última vez que um país fora desses quatro que ganhou uma medalha foi em 2010, com Estados Unidos e Itália.

O argumento que manteve a modalidade nos Jogos foi o fato de faltar apenas 3 anos e meio para os Jogos de 2026. A prova feminina só teve um mundial até agora e com apenas 10 países participantes.

O COI definiu que a permanência do combinado nórdico em 2030 depende de uma participação mais variada e de mais audiência.

Já o combinado alpino, no esqui alpino, está provisoriamente no programa, aguardando a Federação Internacional de Esqui e Snowboard (FIS) definir o seu formato para os Jogos Olímpicos. A decisão deve ser tomada em abril de 2023.

Foto: Divulgaçãol


Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top