Comitê Olímpico Russo e federações nacionais entram com apelação no CAS para que atletas do país sejam reintegrados em competições internacionais


O Comitê Olímpico Russo (ROC) e mais 12 federações nacionais da Rússia entraram com recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) para que atletas de suas respectivas seleções nacionais sejam reintegrados às competições internacionais.

O início das sanções aos esportistas da Rússia e de Belarus ocorreu em 28 de fevereiro devido a invasão russa à Ucrânia e gerou a exclusão de atletas do pais e de atletas de Belarus (apoiador do governo russo no conflito).

De acordo com a agência estatal TASS, o vice-ministro dos Esportes da Rússia, Andrey Fyodorov, deu a contagem dos apelos das entidades aos CAS e expressou esperança de que as decisões possam ocorrer nos próximos meses.

“Em particular, o ROC e 12 federações esportivas russas apresentaram protestos ao CAS”.

“Ainda não houve veredictos do CAS”.

“Os procedimentos preparatórios estão em andamento”.

“Segundo informações, as decisões sobre os recursos interpostos serão tomados no segundo semestre”.

“Esperamos que alguns desenvolvimentos comecem lá em agosto ou setembro”.

As sanções afetaram fortemente a Rússia e resultaram na exclusão como país sede do Mundial Masculino de Vôlei e Mundial de Natação em Piscina Curta.

Recentemente houve algum sucesso em um dos apelos contra proibição de participação de atletas, conquistando a liberação dos atletas do país para competir em eventos organizados pela Federação Internacional de Luge e da Federação Internacional de Bobsled e Skeleton.

Foto: Divulgação
Código adsense convertido aqui

Postar um comentário

Bem-vindos ao Surto Olímpico!
Bem-vindos ao Surto Olímpico!
To Top